Ministro Alexandre de Moraes é o ‘terror dos bolsonaristas’

Especula-se em Brasília que Alexandre de Moraes, indicado ao Supremo durante o governo tampão de Michel Temer, pode determinar a prisão do filho zero 2 de Bolsonaro, o vereador carioca, Carlos, o Carluxo. 

Ministro Alexandre de Moraes é o ‘terror dos bolsonaristas’

Especula-se em Brasília que Alexandre de Moraes, indicado ao Supremo durante o governo tampão de Michel Temer, pode determinar a prisão do filho zero 2 de Bolsonaro, o vereador carioca, Carlos, o Carluxo. 

Por Antonio Pereira | Edição do dia 23 de agosto de 2021
Categoria: Opiniões | Tags: ,,,,,,,,,,,


O ex-deputado Roberto Jefferson, preso por determinação do ministro Alexandre de Moraes acabou por popularizar o apelido do ministro, chamando-o de ‘Xandão’. Assim, Alexandre de Moraes, atualmente o mais temido ministro pelos bolsonaristas, resolveu ‘tocar o terror’, determinando a busca e apreensão em imóveis de pelo menos 30 bolsonaristas, entre eles o cantor decadente, Sérgio Reis e um deputado federal.

Especula-se em Brasília que Alexandre de Moraes, indicado ao Supremo durante o governo tampão de Michel Temer, pode determinar a prisão do filho zero 2 de Bolsonaro, o vereador carioca, Carlos, o Carluxo.

Há, inclusive, registro na mídia de que Carluxo teria ligado para o pai, com medo de ser preso. Essa ligação teria sido feita quando da determinação do ministro em prender Roberto Jefferson. Carluxo é tido como o grande chefe do chamado gabinete do ódio, capaz de mobilização milhões de pessoas através de notícias falsas (fake news) e mensagens de violência contra a suprema corte brasileira.

O ministro Alexandre de Moraes comanda as investigações que apuram a existência dessa rede, supostamente terrorista, que atua nos subterrâneos da internet. Moraes investiga também quem financia e como se sustenta essa rede bolsonarista que conta com canais no youtube e em outras plataformas digitais.

Recursos públicos podem estar sendo usados pelo grupo bolsonarista para manter essa rede ilegal de notícias falsas. A própria CPI da Covid, instalada no Senado, também já detectou a existência dessa rede e o grande volume de recursos que foram usados para difundir tratamentos ineficazes contra a doença.

O efeito colateral que as ações de Alexandre de Moraes comanda é que Jair Bolsonaro e o que ainda resta de apoiadores podem tentar uma espécie de golpe tupiniquim, ocupando o prédio do Supremo Tribunal Federal, causando uma enorme crise institucional.

Já sabemos, através do ex-ministro da Defesa, Raul Julgmann que Bolsonaro teria determinado um voo rasante de caças supersônicos da Força Aérea no prédio do STF para ‘quebrar vidraças’ e assim aterrorizar os ministros em mais uma ameaça do presidente. Acontece que a ação acabou não sendo posta em prática pelo ministro da Defesa da época, que acabou sendo demitido por Bolsonaro, levando consigo toda a cúpula das Forças Armadas. Todos eles se recusaram em atender os caprichos amalucados do presidente, cada dia mais transloucado e sem apoio.

O próximo capítulo dessa opera bufa será no dia 7 de setembro, quando bolsonaristas de todas as matizes prometem arruaças em todo o país. Eles, inclusive, podem tentar invadir o prédio do STF e criar a tal crise institucional sem precedentes no Brasil varonil.

É o que temos para hoje.

Visite minhas redes sociais:

Facebook – https://www.facebook.com/toinhopereira

Instagram – https://www.instagram.com/toinho_pereira0748/

Twitter – https://twitter.com/antoniotoinho07

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados