Militares envolvidos na morte de policial civil em Riacho Doce são presos

Jorginho foi morto em uma troca de tiros no dia 17 de janeiro

Militares envolvidos na morte de policial civil em Riacho Doce são presos

Jorginho foi morto em uma troca de tiros no dia 17 de janeiro

Por Redação | Edição do dia 11 de fevereiro de 2021
Categoria: Alagoas, Notícias, Polícia | Tags: ,,,,,,,,


Jorge Vicente Junior era policial civil e foi morto a tiros por policiais militares no último dia 17 de janeiro. Foto: Arquivo

Seis policiais militares que estiveram envolvidos na morte do policial Civil Jorge Vicente Junior, no último dia 17 de janeiro, tiveram a prisão decretada na manhã desta quinta (11). Os militares foram apresentados à Polícia Militar na sede da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

De acordo com a delegada Teila Nogueira, os militares que tiveram a prisão decretada e foram ouvidos na sede da Delegacia e encaminhados ao Presídio Militar da Corporação.

O caso:

De acordo com testemunhas, após se embriagar, o policial civil voltava para casa cambaleando e um grupo de pessoas que o conhece o teria abordado, achando que se tratava de brincadeira, uma vez que Jorginho – como era conhecido – era considerado brincalhão.

No entanto, as pessoas do grupo perceberam que ele estava realmente embriagado e uma delas tentou ajudá-lo na caminhada até sua casa. Jorginho teria recusado a ajuda e, armado com uma pistola calibre 9mm, teria feito dois disparos para o chão.

No momento dos disparos, houve correria no local e um policial militar da reserva que mora na região saiu de casa armado para ver o que estava acontecendo e se deparou com Jorginho com a arma em punho. Houve troca de tiros entre o PM e o policial civil e ambos ficaram feridos. O policial militar teria voltado para casa para pegar outra arma carregada. A esposa do PM da reserva, que também é militar, acionou a Polícia Militar para a ocorrência.

As informações colhidas no local pela Polícia Civil dão conta de que, quando as guarnições da PM chegaram ao local, fizeram um breve levantamento e, mais adiante, se depararam com o policial civil baleado, tentando voltar para casa. Neste momento, os policiais militares teriam feito vários disparos contra Jorginho, que caiu. Um dos PMs teria se aproximado e, à curta distância, feito um disparo com uma arma pequena (provavelmente pistola) na nuca de Jorginho.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados