Microempresa de Maceió já se comporta como gigante

Casa das Impressoras soma prêmios de gestão e inovação com ações sustentáveis

Microempresa de Maceió já se comporta como gigante

Casa das Impressoras soma prêmios de gestão e inovação com ações sustentáveis

Por | Edição do dia 2 de agosto de 2016
Categoria: Maceió, Notícias | Tags: ,,,


Quem passa pela Ladeira do Brito nem tem noção que aquele ambiente tradicional abriga uma pequena empresa que se comporta como grande. Mesmo como microempresa, a Central das Impressoras tem se mostrado uma das empresas mais competitivas do Estado na categoria tecnologia. Mas, o que faz da lojinha tão competitiva? A reportagem de O DIA ALAGOAS foi até lá para conferir.

A curiosidade surgiu quando a Central das Impressoras saiu vencedora, pela segunda vez, no Prêmio Estadual de Qualidade (PEQ), promovido pelo Movimento Alagoas Competitiva, neste mês.

A empresa começou em 2007, com o proprietário, Thiago Pereira, que é contador, e apenas um funcionário, um técnico em informática, num espaço mínimo. “Sou da visão que não preciso saber fazer o trabalho, mas preciso fazer com que com que as pessoas façam o seu trabalho”, assinala o empreendedor.

“Comecei com um cliente indicando para outro. Ainda somos uma pequena empresa, mas o que me diferencia é que sou um cara aberto para escutar críticas, ouço de forma positiva. O papel do líder é escutar e as pessoas fazem isso pouco, se indignam pouco com o erro, não fazem disso uma oportunidade. Só se gerencia o que se mede. Preciso medir os erros e os acertos e fazer deles oportunidades para melhorar sempre” ensina Thiago.

Ele acredita que o segredo do sucesso de sua empresa, que conquistou o primeiro Prêmio, o MPE Brasil Etapa Nacional, em Brasília, com apenas cinco anos de existência, e três anos depois levou a Etapa Estadual do mesmo prêmio, esteja ligada ao seu empenho e como ele transfere essa energia à sua equipe. “A valorização do cliente é essencial para nós. É preciso se colocar no lugar do cliente, lembrar que ele faz parte do contexto do negócio. Por outro lado, também utilizo muito a opinião do nosso colaborador, ouço muito os meus colaboradores, filtro muito as ideias, sou muito presente, mas são eles que estão no dia a dia com os clientes, resolvendo os problemas”, garante.

Thiago desenvolveu práticas de avaliação de serviço junto aos clientes e um programa organizado e instituído de premiar a participação dos funcionários, que garante uma equipe sempre motivada.

Responsabilidade ambiental

Mas quem pensa que o modo de administrar o negócio já é inovador, estando mais próximo de seus clientes e dos colaboradores, vai se surpreender com outras atitudes de Thiago Pereira.

Recargas de cartuchos e toners de impressoras não é novidade no mercado. Os motoqueiros das empresas vão buscar os cartuchos ou os toners, os funcionários recarregam e depois eles são devolvidos para os clientes. Uma saída ecológica prevista pela Lei dos Resíduos Sólidos. A Central das Impressoras reutiliza cerca de 850 cartuchos e toners por mês. Os inservíveis são devolvidos para a fabricante HP, que cuida da cadeia de logística reversa e usa a matéria-prima para fazer novos cartuchos. Até ai nada de diferente.

Mas o empreendedor foi além. Ele percebeu que, neste processo, estavam sendo gastos combustível, todo o processo logístico dentro da empresa, inclusive o consumo de papel para o lançamento de ordem de serviço, autorização de entrada e de saída do cartucho, além do tempo que o cliente tinha que aguardar desde que o cartucho ou o toner fosse retirado de sua casa ou escritório até sua devolução.

“Pensei num projeto chamado Recarga Inteligente, ao invés de ir buscar, eu vou fazer a recarga na casa ou escritório do cliente, com um equipamento adaptado num baú da moto. O protótipo foi desenvolvido por um estagiário do curso de eletrônica do Senai que contratei especialmente para este projeto. A ideia era colocar em prática até o aniversário de nove anos, que cai no próximo dia 15, mas já testamos com sucesso na semana passada. Teremos um motoqueiro específico para isso. É um projeto ecologicamente correto e vamos ganhar inclusive no fator tempo”, comemora.

Já não bastassem boas ideias como estas, a pequena loja de Thiago Pereira serve como um ponto de coleta, ou um ecoponto, de equipamentos de informática. A Central de Impressoras não busca, mas recebe impressoras, computadores, scanners, notebooks, estabilizadores e câmeras digitais inservíveis. Os equipamentos são entregues à Biodigital, que separa todos os componentes e dá a destinação correta para cada um deles.

Responsabilidade social 

A família de Thiago acabou se envolvendo com os negócios. A exemplo da mãe, Nizete Pereira, que divide sem tempo entre a recepção da Central das Impressoras, e um projeto de responsabilidade social da empresa que ela conduz na Barra de Santo Antônio. Trata-se de uma capacitação para um grupo de gestantes de baixa renda, com aulas de costura e artesanato para fazer o enxoval, além de cuidados com os bebês.

Todo o material é fornecido pela Central das Impressoras e a capacitação acontece uma vez por semana a cargo de Nizete. A condição para participar do projeto? Ser gestante de baixa renda e estar com o pré-natal em dia.

“É uma satisfação tocar um projeto destes, saber que as mães saem com os enxovais prontos, sem essa preocupação, e ainda sabendo dos cuidados básicos com os bebês”, afirma o empresário.

Empreendedorismo 

Além de gerir a Central das Impressoras, pensar alternativas ambientais e sociais, Thiago Pereira ainda é um dos diretores do Conselho de Jovens Empreendedores de Alagoas (CJE).

No ano passado, durante a Feira do Empreendedor, que teve como tema “Liderança Empreendedora”, o empresário foi escolhido como um dos líderes a ser homenageado, ganhou uma sala com seu nome, caricatura e sua história no hall do evento, além de compartilhar sua experiência num talk-show. Também no ano passado a Central das Impressoras venceu o Prêmio Nacional de Inovação (PNI), categoria Empresa – Agente Local de Inovação (ALI).

Para quem está empreendendo, Thiago dá um conselho: “Prefira fazer uma coisa simples e fazer, do que buscar começar com algo grandioso e não fazer. Comece fazendo pequeno, comece com o que você tem”.

 

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados