Membro do COI é preso por venda ilegal de ingressos no Rio

O irlandês Patrick Hickey foi detido por suspeita de facilitação ao cambismo, marketing de emboscada e formação de quadrilha

Membro do COI é preso por venda ilegal de ingressos no Rio

O irlandês Patrick Hickey foi detido por suspeita de facilitação ao cambismo, marketing de emboscada e formação de quadrilha

Por | Edição do dia 17 de agosto de 2016
Categoria: Notícias, Polícia | Tags: ,,,,,


Policiais civis prenderam hoje (17) no Rio de Janeiro o irlandês Patrick Joseph Hickey, presidente do Comitê Olímpico da Irlanda e membro do Comitê Olímpico Internacional (COI), por suspeita facilitação ao cambismo, marketing de emboscada e formação de quadrilha. Contra ele, havia um mandado de prisão expedido pela Justiça fluminense. Os agentes também cumpriram um mandado de busca e apreensão.

Foto: - / Comitê Olímpico Europeu/Divulgação / Comitê Olímpico Europeu/Divulgação

Foto: Comitê Olímpico Europeu/Divulgação

Hickey é suspeito de cambismo, isto é, vender ingressos acima do preço impresso nos bilhetes. Ex-lutador de judô, Hickey é membro do Comitê de Coordenação dos Jogos Rio 2016, responsável por acompanhar o planejamento e a organização do evento.

Em suas investigações contra a venda ilegal de ingressos da Rio 2016, a Delegacia de Defraudações e o Núcleo de Apoio a Grandes Eventos da Polícia Civil (Nage) já tinham prendido em flagrante o diretor da empresa britânica THG, Kevin Mallon, e uma funcionária da empresa Bárbara Carnieri, no dia 5 de agosto.

Nesta semana, a Justiça decretou as prisões de outros quatro diretores da THG, especializada no comércio de ingressos e receptividade executiva em grandes eventos esportivos: David Patrick Gilmore, Marcus Paul Bruce Evans, Maarten Van Os e Martin Studd. Como eles estão fora do país, o mandado de prisão foi comunicado à Polícia Federal e à polícia internacional Interpol. A empresa THG chegou a vender ingressos para a abertura da Olimpíada por mais de U$ 8 mil, mas nenhum dos que pagou pelo ingresso conseguiu assistir à cerimônia.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados