Médico esclarece dúvidas comuns em relação a vacina da covid-19 ; confira

Mensagens em redes sociais espalham mentiras sobre a imunização, veja o que procede sobre a vacina

Médico esclarece dúvidas comuns em relação a vacina da covid-19 ; confira

Mensagens em redes sociais espalham mentiras sobre a imunização, veja o que procede sobre a vacina

Por Beatriz Rodrigues - sob supervisão | Edição do dia 7 de abril de 2021
Categoria: Alagoas, Saúde


Após mais de um ano vivendo uma pandemia que parou o mundo, pudemos finalmente enxergar uma luz no fim túnel: a vacina contra a covid-19. A imunização em massa é o único método eficaz de salvar vidas.

Uma força tarefa foi feita. Atualmente Alagoas está vacinando maiores de 61 anos, profissionais da saúde e segurança. Em breve será estendido para profissionais da educação e pessoas com comorbidades.

Com toda essa rapidez surgiram dúvidas. Além das famosas fake news. Informações falsas sobre as vacinas correm pelas redes sociais. Fazendo jus a um dos papéis fundamentais do jornalista, que é organizar as informações, recolher fontes seguras e levar verdade para as pessoas. Essa reportagem foi feita no intuito de esclarecer as dúvidas mais comuns a respeito da vacinação.

O clínico geral Dr. Pedro Henrique, vai responder algumas perguntas frequentes em relação à vacinação. 

Tipos de vacinas disponíveis em Alagoas

Atualmente está sendo aplicado a Coronavac e a Astrazeneca. Todas elas são eficazes. A única diferença delas são as formas que elas são produzidas. A Coronavac tem sua segunda dose em duas semanas, já a Astrazeneca tem um intervalo de aplicação de três meses. 

Bebidas alcoólicas entre as doses ou após a vacina é proibido?

Não. Embora o ideal é que não haja o consumo de bebidas alcoólicas, não há comprovação que altera a produção de anticorpos contra a covid-19. Os médicos pedem que não haja o consumo, mas caso haja, não há problemas em relação ao resultado. 

O uso de antibióticos pode diminuir a eficácia?

Não. Não tem problema estar consumindo medicamentos como antibióticos ou corticoídes. Embora os corticoides costumem baixar a imunidade, não há nada que comprove que o uso combinado com a vacina diminua a eficácia. Então não precisa suspender o tratamento no ato da vacinação.

É possível após tomar as duas doses, e ainda sim adquirir a covid-19?

Mesmo tomando as duas doses das vacinas, estamos imunes apenas depois de 14 a 28 dias. Após esse intervalo, estima-se que já estamos 100% imunizados para a forma grave da covid-19. Mas ainda há 50 a 60% de chance de ser desenvolvido formas leves da doença. Então sim, você pode adquirir covid-19 mesmo depois de ser vacinado, mas ainda sim, reduz significativamente as chances de um quadro grave.

As vacinas protegem de todos os tipos de covid-19?

Não. A vacina da Coronavac, em termos de proteção às variantes, é a melhor vacina, pois ela até então mostrou resultados positivos em relação as variantes da covid-19. Já a astrazeneca não protege o imunizado em relação a mutações do corona. As outras vacinas, que ainda não estão disponíveis aqui no estado, também não protegem contra as novas variantes.

Posso tomar a primeira dose de uma vacina, e a segunda dose da outra?

 Não. É preciso tomar a mesma vacina durante as duas doses, caso contrário, não terá efeito, visto que as vacinas são feitas de componentes diferentes. Certifique sempre qual é a sua dose, e não aceite tomar outra diferente. E caso isso ocorra, procure um órgão de saúde para pedir a dose correta.

E se eu me esquecer o dia exato de tomar a segunda dose, vou ser prejudicado? 

Não. Estudos recentes mostram que, mesmo se você demorar a tomar, a eficácia é a mesma. Passando uma semana não há problema. Mas é importante você tomar a segunda dose próximo ao prazo para garantir a imunização completa.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados