Marcelo Victor: “Lira não quer eleição para governo-tampão de Alagoas”

Marcelo Victor: “Lira não quer eleição para governo-tampão de Alagoas”

Por Metrópoles | Edição do dia 7 de maio de 2022
Categoria: Alagoas, Política, Ultimas Notícias | Tags: ,,


O presidente da Assembleia Legislativa de Alagoas, deputado Marcelo Victor (MDB), avaliou, em entrevista exclusiva ao Metrópoles, que o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), não quer, mesmo com mudanças nas regras do pleito, que haja uma eleição para um “governador-tampão” no estado.

“Hoje nós sabemos que o deputado Arthur Lira não quer que haja a eleição, nem com regra A, nem com regra B, nem com regra C”, disse o parlamentar. “Isso acontece sempre nas eleições: quando a pessoa não tem voto para ganhar.”

Alagoas vive um imenso imbróglio judicial para eleger o governador-tampão do estado. A situação opõe aliados do senador Renan Calheiros e do deputado Arthur Lira.

Renan Filho (MDB) deixou em abril o cargo de governador para concorrer ao Senado. Segundo na linha sucessória, o ex-vice-governador Luciano Barbosa (MDB) havia deixado o mandato em 2020, ao se eleger prefeito de Arapiraca.

O próprio Marcelo Victor, aliado do grupo de Renan e Renan Filho, se recusou a assumir a gestão estadual para não ficar inelegível em outubro, quando disputará novamente uma cadeira no Legislativo estadual.

Com as renúncias, o governador neste momento é o desembargador Klever Loureiro, presidente do Tribunal de Justiça do estado. A Assembleia Legislativa iria se reunir na segunda-feira (2/5) para eleger o próximo governador-tampão, que cumpriria o mandato até a posse dos eleitos em outubro, mas o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux suspendeu o pleito indireto, após ações protocolados na corte por PP e PSB.

O deputado estadual Paulo Dantas (MDB), do grupo de Renan Calheiros, é o favorito pela Casa para ser eleito. O MDB tem mais da metade dos parlamentares na assembleia.

“Estamos prontos para votar e escolher o governador, como manda a Constituição”, assegura o presidente da Assembleia.

“[Fiquei] Muito surpreso. É o mandamento constitucional. Claro, expresso. Na Constituição Federal, e replicado na Constituição estadual por força de simetria. No 30º dia de vacância, a Assembleia se reunirá e escolherá o governador que irá terminar o mandato”, prossegue Marcelo Victor.

O deputado viajou a Brasília nessa quinta-feira (5/5) para se reunir com o ministro Gilmar Mendes, relator das ações da oposição no STF.

“Eu sou Lula”

Marcelo Victor trocou o União Brasil pelo MDB no fim da janela partidária, há pouco mais de um mês. Apesar de o novo partido do parlamentar ter uma pré-candidata à Presidência da República, a senador Simone Tebet, o deputado estadual afirmou que apoiará o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“Lá em Alagoas, temos uma posição clara. A gente irá votar no presidente Lula, mais do que claro, cristalino, de que vamos votar no presidente Lula. O posicionamento nacional vamos deixar para os líderes do partido”, disse ele.

“A gente vota em quem o coração manda. Não tem jeito. A política é feita por amor, convencimento. É paixão. Escolher livremente o nosso candidato, se não for a coisa mais importante da democracia, com certeza é a mais bonita”, prosseguiu.

Questionado pela reportagem onde está a sua paixão, Marcelo Victor respondeu: “Eu sou Lula. Tenho um sentimento romântico com ele.”

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados