Marcelo Freixo, líder do PSB, diz que delegado Fábio Costa “está no lugar errado e no partido errado”

Marcelo Freixo, líder do PSB, diz que delegado Fábio Costa “está no lugar errado e no partido errado”

Por Ascom JSB | Edição do dia 8 de julho de 2021
Categoria: Notícias, Política | Tags: ,,,


O deputado federal Marcelo Freixo (PSB-RJ), líder do PSB na Câmara dos Deputados, repudiou hoje a ação do vereador Fábio Costa (PSB-AL) de defender e apoiar a concessão do título de Cidadão Honorário de Maceió para o presidente Bolsonaro. Em vídeo gravado em Brasília, ao lado da vereadora por Maceió, Teca Nelma (PSDB-AL), que também foi atacada pelo vereador, Freixo reafirma que “o Partido Socialista Brasileiro não pode, evidentemente, conviver com o machismo, com o autoritarismo e com ameaças”.

O líder informou ainda que levará o caso ao presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, reforçando o ofício encaminhado por sete movimentos do partido, que querem a expulsão e a perda do mandato de Fábio Costa. Esses movimentos entendem que o delegado vereador atacou a política nacional do PSB, que, além de oposição, assinou um pedido coletivo de impeachment de Bolsonaro. Por isso trata-se de uma infidelidade grave, de nível nacional.

“O vereador do PSB que promoveu esse ataque, em defesa do Bolsonaro, ele tá no lugar errado. Ele está no partido errado”, acentuou Freixo, que deve ser o candidato das oposições a Governador do Rio de Janeiro, no próximo ano.

Freixo também se solidarizou com a vereadora Teca Nelma, que foi atacada por Fábio Costa ao se opor à concessão do título de Cidadão Honorário de Maceió para Bolsonaro. E, apesar da vereadora não ser do mesmo partido, ele reconhece o trabalho que ela vem desenvolvendo “enquanto mulher jovem na política”.

“Eu fico feliz. E acho que a democracia precisa disso. Só que em Maceió a Teca tem sido atacada de forma muito machista, de forma muito violenta, de forma muito hostil, algo que é antidemocrático, por algumas forças políticas. Entre elas, um vereador que é do PSB”, lamentou Freixo.

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, também manifestou solidariedade à vereadora Teca Nelma quando o fato ocorreu, no mês de junho. E disse que “quem oferece qualquer tipo de homenagem a Bolsonaro, não representa minimamente o PSB, e tampouco deve continuar a integrar o quadro de filiados”.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados