Mais de 30 gatos são abandonados na porta de ONG em Maceió

Um dos gatos, recém-nascido, estava morto e alguns estavam bem doentes e com sarna

Mais de 30 gatos são abandonados na porta de ONG em Maceió

Um dos gatos, recém-nascido, estava morto e alguns estavam bem doentes e com sarna

Por Thatyana Ferreira - estagiária sob supervisão | Edição do dia 12 de março de 2021
Categoria: Notícias, Polícia | Tags: ,,


Os gatos estavam empilhados e apertados dentro de quatro caixas de plástico (Foto: Reprodução/ Instagram)

Os funcionários da ONG Pata Amada foram surpreendidos com 32 gatos que foram abandonados dentro de caixas na porta da instituição, localizada no Farol, nesta sexta-feira (12). Um dos animais, que estava morto, era recém nascido e ainda apresentava o cordão umbilical, e outros estavam doentes e com sarna.

As informações foram divulgadas através de vídeos publicados nas redes sociais da ONG. Nas imagens é possível ver que os gatos foram divididos em quatro caixas de plástico que foram tampadas com pedaços de madeira e arames, deixando pouco espaço para os felinos se locomoverem dentro das caixas, já que eles estavam apertados e havia mais de cerca de seis animais em cada caixa.

“Apesar de todos os nossos apelos por doações, a pressão que passamos, os boletos acumulados, um infeliz fez isso com mais de trinta gatos. Fora os 100 que estão na ONG”, relatou indignada uma das responsáveis pelo grupo Pata Amada.

De acordo com os vídeos divulgados, já é quarta vez que animais são abandonados em situações críticas na porta da instituição. Crime este que prevê de dois a cinco anos de reclusão, se tratando de abandono de cães e gatos, além de multa e proibição da guarda. A ONG já possui suspeitos e para ajudar na identificação dos culpados, câmeras que monitoram o lugar serão checadas.

A organização já abriga mais 100 gatos atualmente e afirma não ter condições de custear, sozinhos, tratamentos e alimentação para mais felinos. Para ajudar a arcar com ração e medicamento dos animais basta acessar o instagram do grupo @grupopataamada e entrar em contato com as pessoas que administram o local ou seguir algum dos passos das imagens abaixo:

 

“Não temos vacinas, não temos como castrar, não temos como fazer exames, não temos dinheiro! Serão mais de 70 doses de vacina, ainda tem gata grávida.Precisamos de ajuda para fazer de imediato hemogramas, ultrassom na grávida e ração para filhotes”, afirma a ONG ao pedir auxílio.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados