Magistrados apuram denúncias de maus tratos no Presídio do Agreste

Magistrados apuram denúncias de maus tratos no Presídio do Agreste

Por | Edição do dia 23 de setembro de 2016
Categoria: Notícias, Polícia | Tags: ,,,,,


Magistrados ouviram as reclamações dos detentos, nesta sexta (Foto: Caio Loureiro)

Magistrados ouviram as reclamações dos detentos, nesta sexta (Foto: Caio Loureiro)

Na manhã desta sexta-feira (23), os desembargadores Otávio Praxedes e Celyrio Adamastor, do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), e o juiz José Braga Neto, da 16ª Vara Criminal de Maceió, inspecionaram o Presídio do Agreste, em Girau do Ponciano. A visita teve o objetivo de averiguar reclamações dos presos e se a Lei de Execução Penal está sendo cumprida.

Os detentos reclamaram do abuso de poder de alguns agentes, de punições indevidas e também da estrutura do presídio. Segundo o juiz José Braga Neto, as acusações serão apuradas e as medidas necessárias serão tomadas.

O desembargador Otávio Praxedes, supervisor do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário (GMFs), também conversou com os detentos e ressaltou a importância de se preservar a relação de cordialidade com eles. “O objetivo do Judiciário não é tirar o direito dos detentos, ao contrário. Nós trabalhamos para garantir que todos sejam respeitados”.

Os magistrados vistoriaram os módulos e demais unidades do presídio. Eles se mostraram satisfeitos com a estrutura e organização do presídio. “A nossa avaliação é excelente. As acomodações, limpeza e higiene estão conforme o que exigido”, comentou Celyrio Adamastor, coordenador do GMFs.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados