Maceió será primeira cidade do Brasil a receber unidade de vacinação montada em ônibus

Veículo irá atender moradores das periferias já a partir do dia 8 deste mês

Maceió será primeira cidade do Brasil a receber unidade de vacinação montada em ônibus

Veículo irá atender moradores das periferias já a partir do dia 8 deste mês

Por Redação com Assessoria | Edição do dia 2 de junho de 2021
Categoria: Maceió


Maceió será a primeira cidade do Brasil a receber uma Unidade Móvel de Vacina montada em um ônibus, para ampliar a oferta de imunização contra a covid-19. O veículo doado pela Mercedes-Benz à Cruz Vermelha, totalmente adaptado com cabines e espaço de triagem, vai atender maceioenses da periferia a partir do próximo dia 8.

Durante 30 dias, que podem ser prorrogados, o ônibus vai circular nas regiões mais carentes da capital para atender a demanda espontânea. O público-alvo da vacina que não tem como ir aos pontos já existentes ou que prefiram ser vacinados mais próximos de casa serão beneficiados pela iniciativa.

A novidade é resultado de uma parceria entre o Município e a Cruz Vermelha, com o aporte financeiro da Mercedes-Benz e do governo da Alemanha. Para Maceió, trata-se de mais uma alternativa para beneficiar a população e agilizar, de forma segura, a imunização dos maceioenses.

“Maceió se sente honrada em ser a primeira cidade do Brasil a receber essa ação, que irá fazer a diferença para muita gente, sobretudo aquelas pessoas que têm dificuldade em ir aos pontos já existentes, porque não têm como pegar ônibus ou por outro motivo. É um instrumento a mais, em parceria com a Cruz Vermelha, para beneficiar a população”, comemorou o coordenador do Gabinete de Gestão Integrada para o Enfrentamento à Covid-19, Claydson Moura.

Como irá funcionar

As vacinas aplicadas na Unidade Móvel serão fornecidas pelo Município, assim como os profissionais, que irão contar com o apoio de voluntários da Cruz Vermelha.

O ônibus possui sistema de conversão de luz solar em energia elétrica, que garante o funcionamento das geladeiras instaladas. Elas têm capacidade para armazenar todos os tipos de imunizantes aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), seja Coronavac, AstraZeneca ou Pfizer, que exige temperaturas mais baixas.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados