Maceió inicia vacinação contra a Covid-19 em crianças de 6 anos sem comorbidades

Maceió inicia vacinação contra a Covid-19 em crianças de 6 anos sem comorbidades

Por Redação* | Edição do dia 31 de janeiro de 2022
Categoria: Maceió, Saúde | Tags: ,,,,


Prefeito JHC anuncia vacinação contra a Covid-19 para crianças de 6 anos sem comorbidades
Crianças de 6 anos sem comorbidades já podem ir se vacinar contra a Covid-19 em Maceió. O anúncio foi feito pelo prefeito JHC, nesta segunda-feira (31). A capital passa agora a vacinar crianças de 6 a 11 anos sem comorbidades e segue com a vacinação da faixa dos 5 aos 11 anos com comorbidades e/ou deficiência.

A vacinação para este público é feita com a vacina Pfizer pediátrica e até o momento, 9.635 crianças tomaram o imunizante, o que representa 9,87% da população pediátrica elegível para a vacinação.

Para atender as crianças, Maceió adaptou quatro pontos fixos de vacinação com espaços especialmente destinados às crianças, com decoração temática e atividades interativas para proporcionar uma experiência adequada às crianças, conforme estabelecem as recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária para o público infantil.

A vacinação pediátrica contra a Covid-19 é administrada em áreas específicas dos pontos do Maceió Shopping (Mangabeiras), Papódromo (Vergel), Praça Padre Cícero (Benedito Bentes) e Terminal do Osman Loureiro (Clima Bom).

Vacina em Maceió

Maceió já aplicou 1.666.835 de vacinas contra a Covid-19, sendo 780.120 de primeiras doses
692.105 de segundas doses e 194.610 de doses de reforço. A partir desta segunda-feira (31), a vacinação está sendo administrada ao público de 6 anos em diante sem comorbidades e a partir de 5 anos se tiver alguma comorbidade e/ou deficiência comprovada conforme documentação listada abaixo.

A vacinação em Maceió já alcançou 77,7% da população total ou 91,1% da população vacinável com pelo menos uma dose e 67,5% da população total ou 80,4% da população vacinável com duas doses dos imunizantes.

Os especialistas lembram que as crianças são o último público a iniciar a imunização e como público ainda não vacinado, estão vulneráveis à infecção por coronavírus.

“As crianças não vacinadas estão suscetíveis à Covid-19. As crianças pegam a Covid-19 e adoecem também, precisamos ter isso em mente. Mesmo as crianças assintomáticas podem disseminar o vírus, por isso, precisamos ter o máximo de cuidado com essas medidas em geral. A variante Ômicron tem uma capacidade de transmissão muito maior, como estamos vendo. A vacinação para as crianças de 5 a 11 anos, assim como dos adolescentes, já em andamento, vai melhorar bastante essa situação”, alerta o médico infectologista Renee Oliveira.

Espaços destinados à vacinação de crianças são adaptados com decoração temática e atividades interativas. Fotos: Bruno Wesley

Espaços destinados à vacinação de crianças são adaptados com decoração temática e atividades interativas. Fotos: Bruno Wesley

Documentação necessária

Para vacinar as crianças, é necessário que os pais apresentem o próprio documento de identificação com foto, CPF e documentação da criança, que deve ser RG ou certidão de nascimento e caderneta de vacinação, CPF pu cartão SUS.

Caso os pais não estejam presentes, é necessário o preenchimento do TERMO DE ASSENTIMENTO PARA ADMINISTRAÇÃO DA VACINA COMINARTY-PFIZER PEDIÁTRICA, além da cópia do documento de identificação do pai ou mãe, o qual ficará retido no ato da vacinação. Por fim, a caderneta de vacinação da criança e o CPF ou Cartão SUS.

Termo de assentimento para o público infantil de 5 a 11 anos

Caso a criança não tenha CPF ou Cartão do SUS será necessário apresentação da certidão de nascimento. Para as crianças com comorbidades, também será necessário apresentar a prescrição médica, que ficará retida no local da vacinação.

Salvo as crianças com comorbidades, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) não exigirá prescrição médica nem cadastro prévio para a vacinação de crianças que deverão estar obrigatoriamente acompanhadas pelos pais ou responsáveis e, na ausência destes, por adulto com declaração de autorização assinada pelos pais.

Confira mais informações

Descrição de comorbidades incluídas como prioritárias

Pessoas com deficiência – Plano de Vacinação

*Com assessoria

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados