Maceió e outros cinco municípios aplicaram vacinas vencidas da Astrazeneca

Pelo menos 15 pessoas de Alagoas podem ter sido imunizadas com doses vencida

Maceió e outros cinco municípios aplicaram vacinas vencidas da Astrazeneca

Pelo menos 15 pessoas de Alagoas podem ter sido imunizadas com doses vencida

Por Redação | Edição do dia 26 de abril de 2021
Categoria: Alagoas, Saúde


Pelo menos 15 pessoas de Alagoas podem ter sido imunizadas com doses de lotes da vacina de Oxford/AstraZeneca com data de validade vencida. A informação foi divulgada pelo site Metrópoles, no último sábado (24).

De acordo com a pesquisa feita pelo site, as doses foram aplicadas nos municípios de Arapiraca (em 7 pessoas), Delmiro Gouveia (2), Flexeiras (1), Maceió (2), Paripueira (2) e Viçosa (1).

Os dados, segundo o Metrópoles, foram coletados diretamente com o Ministério da Saúde (MS) e revelam que até 160 cidades, em 23 estados, aplicaram vacinas vencidas contra a Covid-19 na população. Os números apontam que 1.254 pessoas de todo o Brasil teriam sido inoculadas com os imunizantes, cuja data de expiração já tinha passado.

Para chegar à informação, o (M)Dados, núcleo de Jornalismo de dados do Metrópoles, cruzou as informações oficiais sobre vacinas aplicadas com os registros de envios de imunizantes para as unidades da federação, onde constam a data de vencimento para cada lote.

O problema envolve as doses de três lotes de vacinas produzidas pela AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford, fabricadas na Índia e importadas prontas pelo Brasil. Seriam os lotes 4120Z001, 4120Z004 e 4120Z005. São grupos de imunizantes cuja data de validade, de seis meses, já expirou.

Em nota, as Prefeituras de Arapiraca e Maceió informaram que vão apurar a informação divulgada em âmbito nacional. Já a Prefeitura de Paripueira negou que doses vencidas da AstraZeneca tenham sido administradas pelo município. Confira a nota:

A Prefeitura de Paripueira informa que nenhuma dose vencida foi aplicada nos moradores do município. O que houve foi uma demora na inserção dos dados no sistema. Todas as doses de vacina recebidas estão sendo aplicadas dentro do prazo, seguindo o cronograma de vacinação. Depois, as informações sobre as doses aplicadas são inseridas no sistema do Ministério da Saúde. Como a inserção dos dados referente a essas duas doses foi feita dias após a aplicação, houve essa confusão com as datas. Além do mais, cada frasco vem com 10 doses e não apenas 2. A Prefeitura de Paripueira reitera seu compromisso com a saúde e o bem-estar da população.

Os demais municípios não se pronunciaram oficialmente até agora.

Em nota, a Secretaria de Saúde disse que não distribuiu doses fora da validade. “A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) recebeu no início de março uma remessa do Ministério da Saúde com 28.800 doses de vacinas contra a Covid-19. Diante do curto prazo de validade de dois dos lotes da vacina AstraZeneca/Fiocruz (14/04/2021 e 29/03/2021), a Sesau orientou os municípios alagoanos que, após terem imunizado todos os idosos do grupo alvo daquele período, utilizassem todos frascos da vacina em idosos com idade sequencialmente menores. A secretaria não recebeu do Ministério da Saúde lotes de imunizantes fora da validade e reitera adota um controle rigoroso em relação à validade dos imunizantes recebidos”.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados