Boa Noite!, Quinta-Feira - 12 de Dezembro de 2019

 

Linhas de ônibus mudam e amizades ficam pelo caminho

Nathali Duarte - Estagiária / 10:00 - 09/01/2016

Mudança de rota termina com o hábito das relações diárias


Foto: Secom Maceió

Foto: Secom Maceió

Diariamente passageiros, cobradores, e motoristas, enfrentam a dura rotina do trânsito para cumprirem o itinerário, esse que leva ao trabalho, escola, ou faculdade. A cada horário as cadeiras e lugares do ônibus são ocupados por grupo de pessoas, que terminam criando vínculos por se encontrarem quase todos os dias. Motoristas e cobradores até já sabem quais são as pessoas de cada horário.

No entanto, com a transição das linhas de ônibus a partir de hoje (09) pelas empresas vencedoras da licitação do transporte público em Maceió, alguns rostos conhecidos podem ficar pelo caminho. Pela alteração de atuação da região (lote) de cada empresa, algumas linhas de ônibus serão conduzidas por novas empresas, que têm outras equipes. Com isso, passageiros não encontrarão rodoviários que costumavam ver em suas jornadas diariamente.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Para a recepcionista Flávia Araújo, de 23 anos, moradora do Conjunto Salvador Lyra, essa mudança será difícil, pois já todos já sabiam o perfil de cada motorista, já foi criada uma relação de confiança. “Conheço alguns motoristas por nome, hoje mesmo o ônibus em que estava, o nome do motorista é Fagner”, disse a maceioense, que sai de casa cedo para cumprir o dia de trabalho na Ponta Verde.

Não é só o nome que fica dessa convivência diária, mas até o jeito de dirigir e a confiança de qual motorista vai ajudar a chegar na hora certa. “Se eu pegar o ônibus de 5h20, é o motorista que anda muito rápido, se pegar de 5h30, é o motorista conhecido como Buda, por percorrer o caminho de forma lenta. E o outro é o Fagner, que é sempre educado e dirige bem”, afirmou. Flávia.

“Vai demorar criar confiança nos novos motoristas e até mesmo conhecê-los”, completou.

São laços de confiança e amizade que foram criados ao longo de muito tempo, pela convivência. Para outras pessoas, um simples “bom dia” ou ‘boa noite” é indispensável e para aí. Já outras a relação com motoristas e cobradores passa despercebida – entram no ônibus, acomodam-se como podem e seguem a viagem.

Diego Ferreira, de 25 anos, é uma dessas pessoas. Para ele, a mudança não vai alterar seu cotidiano, mas não desconsidera o sentimento dos passageiros que tinham certa intimidade com os rodoviários.

“Têm pessoas que vão sentir falta por terem proximidade com algum deles, ganham até uma carona, sobem no ônibus e nem pagam a passagem. Mas para mim, essa mudança não mudará em nada”, pontuou, o estudante, que vai de ônibus todos os dias para a UFAL.  

Mudança das linhas

A primeira fase de operação do novo sistema, que tem o nome de SIMM (Sistema Integrado de Mobilidade de Maceió), vai envolver as empresas Veleiro, Real Alagoas, Cidade de Maceió e São Francisco.

Além da novidade da alteração das linhas no sábado, a partir do domingo (10), os ônibus passam a circular com novo valor de passagem, reajustada para R$3,15.

Veja abaixo como vão ficar distribuídas as novas linhas:

Foto: Secom Maceió

Foto: Secom Maceió

 *Sob supervisão da redação

 


Comentar usando