Julgamento de Luiz Pedro teve 1ª videoconferência em júris de Alagoas

“A videoconferência é uma inovação da tecnologia que vai facilitar muito o trabalho do Judiciário”, reconheceu o juiz Jonh Silas, presidente do júri

Por | Edição do dia 25 de setembro de 2015
Categoria: Maceió, Notícias


O 2º Tribunal do Júri realizou a primeira videoconferência em júris no estado de Alagoas, nesta terça-feira (23), durante o julgamento do ex-cabo da Polícia Militar Luiz Pedro da Silva. Localizada em outro estado, a esposa da vítima foi ouvida como testemunha do processo.

“A videoconferência é uma inovação da tecnologia que vai facilitar muito o trabalho do Judiciário, principalmente para aqueles casos em que os presos estão em regime diferenciado, em outros presídios, cujo deslocamento sai muito oneroso para o Estado”, disse o magistrado Jonh Silas, titular da 8ª Vara Criminal e presidente do Júri.

O juiz agradeceu à presteza do também magistrado Maurício Brêda, que é presidente do Conselho Estadual de Segurança Pública e providenciou com agilidade a estrutura necessária.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados