Juiz Jerônimo Roberto morre devido a complicações da Covid-19

Magistrado de 65 anos estava internado desde maio

Juiz Jerônimo Roberto morre devido a complicações da Covid-19

Magistrado de 65 anos estava internado desde maio

Por Redação | Edição do dia 17 de julho de 2021
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags: ,


Nas primeiras horas deste sábado (17) o Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL) informou o falecimento do juiz Jerônimo Roberto Fernandes dos Santos, titular da 11ª Vara Cível da Capital.

Foto: TJAL

O magistrado tinha 65 anos e lutava contra a Covid-19 desde maio, quando foi internado em Maceió. Jerônimo Roberto chegou a ser transferido para São Paulo, mas não resistiu às complicações causadas pela doença e faleceu nessa sexta-feira (16).

A Ordem dos Advogados do Brasil e a presidência do Tribunal de Justiça de Alagoas lamentaram a morte do juiz, veja:

NOTA DE PESAR

A Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Alagoas (OAB-AL) lamenta profundamente o falecimento do juiz Jerônimo Roberto Fernandes, ocorrido nessa sexta-feira (16), em decorrência da Covid-19.

O magistrado era titular da 11ª Vara Cível da Capital e membro titular da Turma Recursal da 1ª Região.

Jerônimo foi internado em Maceió no mês de maio, chegou a ser transferido para um hospital em São Paulo (SP), mas não resistiu

Ainda não há informações sobre o sepultamento.

A OAB Alagoas, a CAA e todo o sistema da Ordem agradecem ao nobre magistrado por sua dedicação ao judiciário alagoano e se solidariza aos membros do Tribunal de Justiça de Alagoas, familiares e amigos pela perda de um ente querido.

 

A Presidência do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL) lamenta o falecimento do juiz Jerônimo Roberto Fernandes dos Santos, titular da 11ª Vara Cível da Capital, aos 65 anos.

O magistrado foi internado em Maceió no mês de maio, chegou a ser transferido para um hospital em São Paulo (SP), mas não resistiu às complicações causadas pela Covid-19 e faleceu nesta sexta-feira (16).

Para o presidente do TJAL, desembargador Klever Loureiro, a morte de magistrados e servidores durante a pandemia causa, além do sofrimento dos familiares e amigos, uma grande perda para o Poder Judiciário alagoano. 

Jerônimo Roberto chegou a cursar alguns anos de medicina quando decidiu mudar de carreira e se dedicar ao curso de Direito, no Cesmac. Ingressou na magistratura alagoana em setembro de 1992, aos 37 anos.

O juiz também era membro titular da Turma Recursal da 1ª Região (Maceió). Era apresentador do programa Momento Jurídico, na TV Mar, desde janeiro de 2016.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados