JHC anuncia ampliação da capacidade de Restaurante Popular durante visita

Gestor percorreu estabelecimento, ouviu usuários e almoçou a refeição do dia

JHC anuncia ampliação da capacidade de Restaurante Popular durante visita

Gestor percorreu estabelecimento, ouviu usuários e almoçou a refeição do dia

Por Assessoria | Edição do dia 9 de julho de 2021
Categoria: Maceió | Tags: ,,


O prefeito JHC esteve, nesta sexta-feira (9), no Restaurante Popular de Maceió, no Centro da cidade, que com o novo decreto de distanciamento social voltou a funcionar de segunda à sexta-feira. O prefeito conversou com usuários, funcionários da unidade, percorreu as dependências do restaurante e almoçou. No cardápio, arroz, feijão, macarrão, farofa, frango, salada de alface e suco.

“Estamos aumentando a capacidade para que a gente possa atender o maior público possível, pessoas que precisam e a Prefeitura vai dar total apoio. Pelas restrições da pandemia, nós tivemos que mudar alguns protocolos. Estávamos funcionando em pague e leve, no modelo híbrido, e agora estamos retomando ainda mais a nossa capacidade interna”, disse JHC.

Foto: Reprodução

No restaurante, são servidas 1.500 refeições em média diariamente, totalizando 500 quilos de alimentos preparados de segunda à sexta-feira, das 10h30 às 14h. A alimentação preparada com acompanhamento nutricional em uma cozinha com todas as condições de higiene e segurança, custa R$ 3,00 e qualquer pessoa pode ter acesso. O cardápio é diversificado e inclui sucos e frutas.

O secretário municipal de Assistência Social, Carlos Jorge, destacou que o Restaurante Popular tem como papel dar segurança nutricional para as pessoas mais vulneráveis. “Com preço mais acessível, com supervisão, dignidade nutricional, acessibilidade”, ele diz, ao afirmar que o prefeito JHC “tem essa sensibilidade de continuar investindo e até potencializar em breve essa expansão do número de refeições e até já estudar novas viabilidades”.

De acordo com o secretário-adjunto de Assistência Social, Moacir Teófilo, durante período pequeno o restaurante funcionou apenas como pegue e leve. “Mas desde o começo do ano a gente conseguiu isolar aqui e ficou atendimento híbrido, presencial e pegue e leve”, ele informou, ao dizer que a secretaria trabalha agora para ampliar o número de refeições. “Ver também se consegue baixar o valor que a população paga. É um trabalho que está em análise”, ressaltou.

 

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados