Isaquias é primeiro brasileiro a ganhar 3 medalhas em uma única Olimpíada

Isaquias é primeiro brasileiro a ganhar 3 medalhas em uma única Olimpíada

Por | Edição do dia 20 de agosto de 2016
Categoria: Esportes, Outros Esportes | Tags:


Isaquias e Erlon comemoram vitória (Foto: UOL Olimpíadas)

Isaquias e Erlon comemoram vitória (Foto: UOL Olimpíadas)

Isaquias Queiroz tinha dois sonhos. O primeiro, que era ser o brasileiro com mais medalhas em uma edição de Olimpíadas, foi cumprido neste sábado (20). O baiano de 22 anos encerrou sua participação na Rio-2016 com uma prata na C2-1000m, competindo ao lado de Erlon Souza, uma prata (C1-1000m) e um bronze (C1-200m). Foi um feito inédito para um atleta do país. Agora abriu caminho para o segundo sonho: comemorar em Ubaitaba, município da Bahia em que ele nasceu, ao som de arrocha, seu ritmo musical favorito.

Os sonhos têm muito a ver com a trajetória de Isaquias no ciclo olímpico. Desde 2013, quando o Comitê Olímpico do Brasil (COB) contratou o técnico espanhol Jesús Morlán para trabalhar com a canoagem nacional, o atleta passou a lidar com uma semana de folga depois de cada oito de trabalho ininterrupto. Intercalava atividades em ritmo espartano com festas e excessos comuns a qualquer garoto de 20 poucos anos.

A Rio-2016 adiciou ao menos um elemento à lista de histórias que fazem Isaquias ser especial: ele se tornou o primeiro brasileiro a frequentar o pódio olímpico da canoagem. Neste sábado, o feito do atleta ficou ainda maior do que a modalidade. Isaquias agora é o maior atleta brasileiro em uma edição de Jogos Olímpicos. E deve isso a Erlon, que começou no esporte apenas por causa de um caderno e hoje também é medalhista olímpico. A festa, definitivamente, está liberada.

Porta-bandeira

Tantos marcos históricos renderam mais um orgulho para o baiano. Ele foi escolhido pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) para ser o porta-bandeira na cerimônia de encerramento que acontece neste domingo, a partir das 20h (de Brasília) no Maracanã. Mais um orgulho para sua mãe, Dilma Queiroz, que acompanhou todas as provas do filho no Rio de Janeiro.

Atletas e suas medalhas (Foto: Brasil 2016)

Atletas e suas medalhas (Foto: Brasil 2016)

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados