Integrantes de organização criminosa que atuava em Rio Largo são presos

Prisões foram realizadass após uma operação integrada entre as Polícias Civil e Militar

Integrantes de organização criminosa que atuava em Rio Largo são presos

Prisões foram realizadass após uma operação integrada entre as Polícias Civil e Militar

Por Assessoria | Edição do dia 24 de março de 2021
Categoria: Alagoas, Polícia | Tags: ,,,


Este slideshow necessita de JavaScript.

A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) coordena, nesta quarta-feira (24), uma operação integrada entre as Polícias Civil e Militar, com objetivo de desarticular um grupo criminoso responsável por diversos homicídios e outros crimes no município de Rio Largo. Ao todo, estão sendo cumpridos 15 mandados de prisão e oito de busca e apreensão, que foram expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital.

As investigações tiveram início há seis meses e foram realizadas pela Delegacia de Homicídios de Rio Largo em parceria com a Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic), que também contou com o apoio fundamental do 8º Batalhão da Policia Militar. O principal alvo da operação é um indivíduo bastante conhecido em Rio Largo que integra uma organização criminosa que praticava e também ordenava diversos crimes em uma localidade conhecida como Biquinha.

Este grupo tentava exercer poder sobre alguns conjuntos e bairros de Rio Largo. Recentemente, a localidade chamada Biquinha foi contemplada com pavimentação e calçamento e os traficantes bloquearam com paus e pedras as ruas para impedir a entrada de viaturas e veículos de moradores.

Eles também são responsáveis por uma série de ameaças aos moradores desta localidade, chegando ao ponto de cobrar valores para recompor perdas que a organização criminosa teve após operações realizadas pela Segurança Pública na região.

Os mandados de prisão foram cumpridos na Biquinha e nos bairros Mutirão e Aeroporto. Participam do cumprimento dos mandados militares do 8º Batalhão, Batalhão de Operações Especiais (BOPE), Batalhão de Radiopatrulha (BPRp), agentes da Deic e da Delegacia de Homicídios de Rio Largo.

Os presos e o material apreendido serão encaminhados para a sede da Deic, no bairro da Santa Amélia, para os procedimentos cabíveis. A população pode contribuir com o trabalho da Segurança Pública por meio de denúncias anônimas sobre crimes de homicídio, trafico de drogas, roubos, dentre outros delitos, por meio do Disque Denúncia 181. A ligação é gratuita e o sigilo garantido.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados