Boa Noite!, Domingo - 19 de Maio de 2019

 

Inscrições Registro do Patrimônio Vivo de Alagoas estão chegando ao fim

Agência Alagoas / 11:14 - 11/03/2019

Certame visa preencher uma vaga para mestre da cultura popular


As inscrições para o edital do Registro do Patrimônio Vivo se encerram nesta segunda-feira (11). Nesta edição, o certame visa preencher uma vaga destinada a representantes da cultura popular do Estado. Confira o edital no link: http://bit.ly/RPV2019.

Será considerado apto a receber o registro de Patrimônio Vivo brasileiro residente em Alagoas há 20 anos, que tenha participação comprovada em atividades culturais no mesmo período e esteja capacitado a transmitir seus conhecimentos ou suas técnicas à sociedade, de forma presencial ou por intermédio dos mais diversos meios de comunicação.

fdba51d191d7cf72e354e4415668feed_L

                    Dona Irinéia é mestre do Patrimônio Vivo desde 2005 (Foto: Agência Alagoas)

Para a secretária de Estado da Cultura, Mellina Freitas, o RPV é uma forma de reconhecer e homenagear os mestres da cultura alagoana. “É importante reconhecer esses artistas que preservam nossa cultura, repassando os seus saberes populares para as novas gerações”, disse.

Os candidatos devem se inscrever preenchendo um formulário padrão, disponível no portal da Secretaria de Estado da Cultura, no endereço eletrônico www.cultural.al.gov.br e entregá-lo no setor de Protocolo da Secult, de segunda à quinta-feira, das 9h às 13h, e na sexta-feira, das 9h às 12h. A Secult fica localizada na Praça Marechal Floriano Peixoto, 517, Centro.

Uma comissão especial composta por cinco representantes de entidades relacionadas à cultura irá analisar e avaliar os candidatos, segundo os critérios de sustentabilidade cultural, currículo do participante, reconhecimento na sua comunidade e por outros segmentos como transmissor e fomentador desse saber e cultura dos povos tradicionais (indígenas e/ou quilombolas).

 O edital de inscrição no Livro de Registro do Patrimônio Vivo do Estado de Alagoas (RPV-AL), criado pela Lei nº 6.513, de 22.09.2004 e alterada pela Lei nº 7.172, de 30.06.2010, reconhecerá como Patrimônio Vivo do Estado da Alagoas mestre e mestras que detenham os conhecimentos ou as técnicas necessárias para a produção e para a preservação de aspectos da cultura tradicional ou popular de uma comunidade estabelecida em Alagoas nas áreas de danças e folguedos da cultura popular, literatura oral e/ou escrita, gastronomia, música, artes cênicas, artesanato, dentre outras.


Comentar usando