Inauguração do Viaduto da PRF vira ‘palanque’ de Bolsonaro em Maceió

Todos juntos com o presidente: Collor, Arthur Lira, Marcelo Victor e JHC

Inauguração do Viaduto da PRF vira ‘palanque’ de Bolsonaro em Maceió

Todos juntos com o presidente: Collor, Arthur Lira, Marcelo Victor e JHC

Por Ricardo Rodrigues - Repórter | Edição do dia 12 de maio de 2021
Categoria: Notícias | Tags: ,,,,


Foto: Reprodução

A visita do presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) a Alagoas, nesta quinta-feira (13/5), para a inauguração do viaduto da PRF no Tabuleiro do Martins, está se transformando num verdadeiro comício, com vistas às eleições de 2022. Talvez por isso, o governador Renan Filho não se fará presente, embora a obra tenha sido concluída e quase toda realizada durante sua gestão à frente do governo de Alagoas.

No palanque oficial, armado em cima da obra financiada com recursos federais, além do presidente e sua comitiva, já têm presenças confirmadas o senador Fernando Collor (Podemos), o presidente da Câmara, deputado federal Arthur Lira (PP), presidente da Assembleia Legislativa de Alagoas, deputado estadual Marcelo Victor (Solidariedade), e o prefeito João Henrique Caldas, o JHC (PSB).

Este slideshow necessita de JavaScript.

Além das autoridades locais, são esperados ministros, integrantes do primeiro escalão do governo e políticos da região. De acordo com fontes ligadas aos organizadores do evento, que deve reunir alguns dos principais nomes da aliança oposicionista montada para 2022, o discurso do presidente deve ter como alvo o senador Renan Calheiros (MDB/AL), relator da CPI da Covid-19 no Senado.

Na semana passada, Bolsonaro colocou sob suspeição a administração do governador Renan Filho (MDB), mesmo sem provas, para tentar atingir seu pai, o senador Renan Calheiros. Em entrevista à imprensa, o governador disse que essa postura do presidente soa como retaliação à CPI da Covid-19, que investiga ações e omissões do governo federal no combate à pandemia.

Para um interlocutor ligado ao governo do Estado, enquanto os senadores investigam o descaso do governo no enfrentamento à Covid-19, o que resultou em mais de 425 mil mortes, seus aliados em Alagoas preparam um verdadeiro “carnaval” para receber Bolsonaro, “o principal investigado por esse genocídio”.

Na sessão de terça-feira da Câmara de Maceió, o vereador Leonardo Dias (PSD), mostrou as imagens do palanque armado no local onde o presidente pretende discursar, em Maceió. O vereador, que integra a tropa de choque de Bolsonaro na capital alagoana, aproveitou um aparte, pedido ao vereador Chico Filho (MDB), e fez o convite aos demais representantes do povo para a solenidade de entrega do viaduto da PRF.

Com o palco armado para o presidente atacar o senador Renan Calheiros, os aliados Bolsonaro planejam também a divulgação de um dossiê com denúncias contra o governador Renan Filho. Em Maceió, Bolsonaro deve detalhar as informações sobre esse dossiê que teria acusações de corrupção envolvendo o governo alagoano. Semana passada, o próprio presidente, em uma live, fez insinuações nesse sentido, mesmo sem provas.

Além do viaduto da PRF, no Tabuleiro do Martins, em Maceió, o presidente vai inaugurar o conjunto habitacional Oiticica, no conjunto do Benedito Bentes, e sobrevoar os bairros afetados pelas atividades de mineração. Em seguida, o presidente viaja para o interior do Estado, onde inaugura um dos trechos do Canal do Sertão, no município de São José da Tapera.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados