IML de Maceió confirma causa da morte de mulher assassinada em Hotel

Material biológico encontrado no corpo da vítima foi recolhido para posterior exame de DNA

Por Assessoria | Edição do dia 17 de agosto de 2020
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags:


Arquivo

O Instituto de Medicina Legal Estácio de Lima (IML de Maceió) concluiu o exame cadavérico no corpo da jovem encontrada morta na madrugada de hoje (17), em Hotel no bairro do Poço, em Maceió. A necropsia apontou que a mulher foi morta por asfixia por esganadura.

De acordo com o perito médico legista plantonista na unidade de medicina legal da capital, na análise externa do corpo foram encontradas marcas no pescoço e sinais de asfixia. O exame também confirmou uma lesão na parte ântero-superior da cabeça, compreendida entre os olhos e a região do cabelo.

“Apesar de a vítima apresentar essa lesão na testa, as marcas de mãos provocadas pela constrição no pescoço e outros sinais de asfixia permitiram concluir que a causa da morte foi por esganadura mesmo”, explicou o perito médico legista.

No final da manhã, familiares da vítima estiveram no IML e fizeram o reconhecimento oficial do corpo. Ela foi identificada como Mayara Fabiane Quintino dos Santos Oliveira, de 24 anos de idade, natural de Alagoas.

Durante o exame de necropsia também foram coletados materiais biológicos nos órgãos genitais e unhas da vítima. Esse material ficará custodiado no IML para posterior exame de confronto genético (DNA) com algum suspeito de cometer o crime, para comprovar a autoria do assassinato.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados