Igreja Católica vai pagar US$ 27,5 milhões para vítimas de abusos

Indenização recorde encerra processo contra diocese do Brooklyn, em Nova York

Por | Edição do dia 19 de setembro de 2018
Categoria: Internacional, Notícias | Tags: ,,,,


padres abusos

A diocese do Brooklyn, em Nova York, pagará uma indenização recorde de US$ 27,5 milhões, cerca de R$ 115 milhões, a quatro meninos abusados sexualmente entre 2003 e 2009 por um professor de religião, com base em um acordo com as vítimas.

Os US$ 27,5 milhões — US$ 6,87 milhões para cada uma das vítimas que tinham entre 8 e 12 anos — representam a “mais alta indenização individual” já concedida pela Igreja Católica, disse à AFP um dos advogados, Ben Rubinowitz.

Estamos felizes de ver a Igreja finalmente diante da justiça.

A diocese do Brooklyn não comentou a decisão. O acordo encerra uma ação civil das quatro vítimas que levaria a um julgamento no início de 2019, destacou Rubinowitz.

O processo foi aberto em 2012 após a prisão do professor Angelo Serrano — hoje com 67 anos —, em 2009, por acariciar um menino, crime que reconheceu em 2011 e pelo qual foi condenado a 15 anos de prisão.

Segundo Rubinowitz, a diocese se comprometeu a pagar a indenização “após ter tentado se distanciar de Serrano durante longo tempo”. Ele trabalhava como funcionário da pequena paróquia de St Lucy-St Patrick e não era padre.

Segundo o site BishopAccountability.org, o recorde anterior para indenização individual por abusos sexuais ligados à Igreja era de US$ 3,4 milhões, pago a duas vítimas de um padre de Long Island, na região de Nova York.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados