IEL comemora 51 anos com propósito de transformar vidas para o aumento da competitividade empresarial de Alagoas

Um dos objetivos do instituto é fornecer às empresas as ferramentas necessárias para a gestão de inovação dentro de seus negócios

IEL comemora 51 anos com propósito de transformar vidas para o aumento da competitividade empresarial de Alagoas

Um dos objetivos do instituto é fornecer às empresas as ferramentas necessárias para a gestão de inovação dentro de seus negócios

Por Assessoria | Edição do dia 1 de novembro de 2021
Categoria: Alagoas | Tags: ,,,,


Transformar vidas para o aumento da competitividade empresarial. Com esse propósito, diretores e colaboradores do Instituto Euvaldo Lodi de Alagoas (IEL/AL) participaram da cerimônia de comemoração do aniversário de 51 anos. O evento, que respeitou os protocolos de combate à Covid-19, foi realizado na última sexta-feira (29), na sede da Casa da Indústria, Farol, em Maceió.

Para Helvio Villas Boas, superintendente do IEL/AL, o instituto é resultado da visão futurista de seu fundador e está há pouco mais de meio século consolidando o seu DNA inovador, na relação de transformação de vidas para a transformação das empresas.

“Euvaldo Lodi, fundador do IEL, foi um visionário. Teve a ideia, entre outras coisas, de aproximar o estudante universitário do mercado profissional, das empresas. Dentro desse processo, o IEL/AL completa 51 anos reforçando a característica de inovação e de fundamental importância no processo de transformação da maneira como as empresas lidam com as necessidades de mudanças e de aperfeiçoamento. Nós transformamos pessoas e vidas para o aumento da competitividade das empresas”, afirmou Villas Boas.

O superintendente reforça a importância da atuação do IEL/AL na implantação do modelo de indústria 4.0 dentro das empresas. Conforme ressalta Helvio Villas Boas, o papel do IEL/AL é fornecer às empresas as ferramentas necessárias para a gestão de inovação dentro de seus negócios.

“Atravessamos três outros modelos de indústria, como mecanização (1.0), eletricidade (2.0), automação (3.0) e, agora, estamos na Era da Indústria de Tecnologia Digital (4.0). Como referência em Alagoas e no Nordeste na Gestão da Inovação, é nosso propósito, pensando no futuro, contribuir para que as empresas de Alagoas entendam a necessidade de implantar a indústria 4.0 que vai melhorar ainda mais a capacidade da competitividade”, reforça o superintendente.

Com uma carreira consolidada dentro do IEL/AL, a coordenadora de Inovação e Pesquisa do instituto, Eliana Sá, destaca os resultados que o Instituto tem conseguido oferecer às empresas com as consultorias e o retorno que os empresários têm obtido a partir das ações desenvolvidas entre as partes.

“O conceito de inovação mudou e não é mais algo com caráter de ineditismo. Pequenas mudanças que alterem o posicionamento da empresa no mercado, por reduções de custo ou por agregação de valor, podem ser consideradas inovação atual, desde que absorvidas pelo mercado comprador. É importante dizer que o IEL/AL não faz a inovação, ele fornece as condições e ferramentas às empresas para tal. Com a globalização e as novas tecnologias digitais, com apenas um clique é possível comprar e vender para qualquer parte do mundo. E, nessa pegada, muitas empresas que despontam no mercado internacional são clientes do IEL/AL e exportam seus produtos para o mundo todo”, afirma Eliana Sá.

Como parte da programação do aniversário dos 51 anos do IEL, o palestrante Anderson Paiva, que é professor universitário e atua nos estados de Alagoas, Sergipe, Bahia e Pernambuco, falou sobre a transformação de vidas para o aumento da competitividade empresarial e pessoal.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados