Ídolo francês pede para país desistir de receber a Euro 2016

Por | Edição do dia 17 de novembro de 2015
Categoria: Esportes


Gazeta Esportiva

Just Fontaine, ex-atacante da seleção francesa e artilheiro da Copa do Mundo de 1958, disse que o país deveria desistir de sediar a Eurocopa em 2016 após os ataques em série ocorridos na última sexta-feira em Paris.

O goleador do Mundial de 58, com 13 gols, estava no Stade de France durante a partida amistosa entre França e Alemanha quando ocorreram os atentados terroristas. O estádio foi um dos alvos da facção do Estado Islâmico, que se utilizou de três homens-bomba no local.

PARIS

Fontaine contou que permaneceu quatro horas dentro do estádio até ser liberado e disse que nunca esteve em uma situação tão aterrorizante. “Despedaça meu coração dizer isso, porque eu estou ansioso pela Eurocopa, mas eu penso que a França deveria desistir da ideia de sediá-la”, afirmou Fontaine, de 82 anos, ao diário alemão Die Welt. “Qualquer outro país poderia sediar o campeonato, só nós que não. Eu temo enormemente que aconteça uma repetição da sexta-feira negra”, disse o ex-jogador.

“Eu penso que nós não podemos garantir a segurança necessária para um evento grande como esse, é simplesmente muito perigoso. Você crê que as pessoas serão novamente capazes de ir ao Stade de France?”, questionou o ídolo francês.

Entretanto, Fontaine pensa diferente em relação ao jogo desta terça-feira, contra a Inglaterra, em Londres. “Eu só posso apoiar o jogo na Inglaterra. Os assassinos não devem ser capazes de acreditar que eles podem vencer essa guerra contra nós”, finalizou.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados