Sesau e SSP buscam aprimorar informações sobre acidentes e violência

Técnicos das duas pastas discutiram tema durante reunião no Cerest, em Maceió

Sesau e SSP buscam aprimorar informações sobre acidentes e violência

Técnicos das duas pastas discutiram tema durante reunião no Cerest, em Maceió

Por | Edição do dia 10 de março de 2017
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags: ,,,,,


Qualificar e integrar os dados ligados à violência utilizados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) com as informações do Sistema de Informação de Acidentes e Violências da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP). Com este intuito, técnicos das duas pastas se reuniram nesta quinta-feira (9), no Centro de Referência Estadual em Saúde do Trabalhador de Alagoas (Cerest), no Conjunto Santo Eduardo, em Maceió.

A Sesau utiliza o Sistema de Informação de Mortalidade (SIM) e o Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes (VIVA), bancos de dados desenvolvidos pelo Ministério da Saúde.

O SIM coleta os dados sobre mortalidade no País para montar indicadores para análises epidemiológicas. Já o VIVA é baseado na notificação de acidentes de trânsito, casos envolvendo a violência física, sexual ou psicológica, lesão autoprovocada, entre outras situações.

De acordo com Rita Murta, gerente de Vigilância e Controle de Doenças Não Transmissíveis da Sesau, os dois sistemas são mantidos por meio da declaração de óbito, no caso do SIM, e o VIVA é alimentado pelas unidades estaduais e municipais de saúde, com o preenchimento das fichas de notificações.

“Nós precisamos melhorar a qualidade das informações dos dois sistemas, já que existe uma subnotificação e causas inespecíficas tanto para o óbito, como para os casos de violência. Com a ajuda do sistema da SSP, iremos trazer mais eficiência para a gestão da saúde em Alagoas, com dados mais precisos para a elaboração de políticas públicas mais efetivas”, salientou Rita Murta.

O Sistema de Informação de Acidentes e Violências da SSP possui dados integrados com informações da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, do 190, do 181 e está sendo implantado junto a Polícia Civil.

“Além de ajudar a Sesau, essa integração irá complementar algumas lacunas que ainda encontramos no nosso sistema em relação aos crimes violentos letais intencionais ou até mesmo em relação às pessoas que entram em hospitais ou óbitos. São esses dados que a pasta da Saúde possui e, por isso, será uma ajuda mútua”, disse o coronel Jacques Wolbeck, chefe especial de Informação da SSP, acrescentando que será elaborado um plano de ação para viabilizar a compatibilização dos sistemas da saúde e da segurança pública.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados