Homem sofre seis paradas cardíacas em um único dia em Maceió

Ele foi salvo por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Alagoas

Homem sofre seis paradas cardíacas em um único dia em Maceió

Ele foi salvo por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Alagoas

Por | Edição do dia 20 de novembro de 2019
Categoria: Ultimas Notícias | Tags: ,


atendimento-SAMU-foto-Carla-Cleto-2

Foto: Agência Alagoas

Foram seis paradas cardiorrespiratórias sofridas por Adriano Barbosa da Silva, 37 anos, e mais de 60 minutos em que os socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência(Samu) em Alagoas fizeram as manobras de ressuscitação cardiopulmonar e salvaram a vida do paciente.

A ocorrência aconteceu no dia 27 de setembro, quando a equipe da Unidade de Suporte Avançado (USA 05), do Samu Alagoas, foi acionada às 15h para fazer a transferência de um paciente comum quadro respiratório grave, que deu entrada no Ambulatório 24 horas, no bairro do Jacintinho, e deveria ser transferido para o Hospital Geral do Estado(HGE).

Quando a equipe se preparava para fazer a transferência, um segundo paciente deu entrada na unidade de saúde sendo carregado nos braços por familiares, em parada cardiorrespiratória.Adriano tinha realizado uma cirurgia no pé há 15 dias, o que acabou gerando um tromboembolismo pulmonar maciço, que levou à parada. Os socorristas do Samu deixaram o paciente que seria transferido aos cuidados dos profissionais do ambulatório 24 horas e se concentraram em salvar a vida de Adriano.

Nesse momento, médica,enfermeira, técnica de enfermagem e o condutor socorrista pegaram todos os equipamentos necessários que compõem a USA do Samu, como desfibrilador, laringoscópio, medicações, tubos, cilindros de oxigênio e iniciaram ciclos de ressuscitação cardiopulmonar.

Depois de todos os procedimentos realizados, como a utilização de drogas vasoativas, desfibrilação e com os socorristas do Samu, os profissionais da unidade de saúde e os familiares de Adriano fazendo rodízios nas compressões, o paciente teve ritmo cardíaco e pulso regularizados e foi encaminhando para o HGE com pressão arterial de 140×90, frequência cardíaca de 110 batimentos por minuto, e com nível de oxigenação sanguínea em 100%.

Adriano ainda ficou internado na UTI do HGE por 17 dias, depois foi transferido para o Hospital Vida e retornou para casa no dia 18 de outubro. Amanhã, quinta-feira (21), às 16h30,ele irá reencontrar com a equipe do Samu que fez o atendimento e conseguiu reverter as seis paradas cardiorrespiratórias.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados