Homem é morto com seis tiros na Cidade Universitária

Além do assassinato houve uma tentativa de homicídio em Rio Largo durante essa quarta-feira (17)

Homem é morto com seis tiros na Cidade Universitária

Além do assassinato houve uma tentativa de homicídio em Rio Largo durante essa quarta-feira (17)

Por Thatyana Ferreira - estagiária sob supervisão | Edição do dia 18 de fevereiro de 2021
Categoria: Alagoas, Polícia | Tags: ,,


Foto: Ilustração

Um homem de 19 anos foi assassinado com seis disparos de arma de fogo por volta das 14h da tarde desta quarta-feira (17) na Cidade Universitária, em Maceió. Ele morreu antes de receber atendimento médico. Até o momento não há informações sobre a autoria e a motivação do crime, os suspeitos estão foragidos. 

A guarnição motorizada Fox Roma, que pertence ao Batalhão de Polícia de Guardas (BPGD) foi acionada ao local do crime para apoiar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) que constatou a morte da vítima.  Dos seis tiros que a vítima levou, quatro atingiram a região da cabeça, um a mão direita e um a axila esquerda.

Não havia testemunhas no momento em que o crime ocorreu e por isso nenhum dos suspeitos foi identificado. Equipes do Instituto de Criminalística (IC) e do Instituto Médico Legal (IML) também estiveram no lugar em que o crime aconteceu para que os procedimentos em relação ao corpo fossem realizados.

Além do assassinato houve uma tentativa de homicídio, mas não aconteceu em Maceió e sim em Rio Largo. A vítima foi um homem de 21 anos que foi atingido por um disparo de arma de fogo na região do rosto em uma suposta tentativa de assalto. Ele foi levado ao hospital Ib Gatto Falcão. 

A guarnição motorizada da Força Tática Bravo, pertencente ao 8º Batalhão da Polícia Militar (BPM), esteve presente no hospital em que a vítima estava para registrar o acontecido. Depois disso, o homem foi transferido para o Hospital Geral do Estado (HGE). Não há informações sobre o atual estado de saúde da vítima. Os suspeitos fugiram do local depois de cometer o crime e não foram identificados. O caso deve ser investigado pelas autoridades responsáveis.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados