Helicóptero da PM cai e quatro tripulantes morrem no acidente

Mortes foram confirmadas pela assessoria da PM; helicóptero foi usado hoje numa operação da Segurança Pública

Por | Edição do dia 23 de setembro de 2015
Categoria: Artigos


23EL Queda de helicoptero SITE (5)

Corpo de militar dentro do carro. Testemunhas afirmam que ele teria pulado da aeronave antes que ela atingisse o chão. Foto: Eduardo Leite

Um helicóptero da Secretaria de Segurança Pública de Alagoas caiu e incendiou, na manhã desta quarta-feira (23), na Rua Nossa Senhora de Lourdes, nas imediações do Aeroclube de Maceió, localizada no bairro da Santa Lucia, parte alta da capital alagoana.

Segundo relatos de testemunhas, a aeronave baixou de altura como se o piloto estivesse tentando fazer um pouso forçado, mas subiu novamente e caiu mais adiante em cima de um carro.

A assessoria da Polícia Militar confirmou as mortes dos quatro tripulantes: capitão Assunção, capitão Nilton, soldado Melo e soldado De Moura.

Ao chegar ao local do acidente, o governador Renan Filho disse que o Estado vive essa tragédia e que todos estão consternados com o acidente. “O Governo estará à disposição dos familiares para fazer tudo o que tiver ao nosso alcance nesse momento difícil. O piloto era bastante experiente, toda a documentação estava em dia e inclusive esse helicóptero foi utilizado numa operação na manhã de hoje”, colocou o governador.

O Secretário de Segurança Pública de Alagoas, Alfredo Gaspar de Mendonça, disse que realizou uma operação policial, em Rio Largo, região metropolitana de Maceió, onde as quatro vítimas participaram, na manhã de hoje.

“Eles cumpriram muito bem as suas missões. Eram homens íntegros e extremamente dedicados ao trabalho. Eu os acordei, hoje, às 3h da manhã para mais um dia de trabalho. Ver esta cena é muito triste para todos nós. A Segurança pública de Alagoas está de luto” declarou o secretário.

Em relação ao estado da aeronave, o secretário disse que ela havia sido inspecionada recentemente. “A documentação está em dia. Todas as nossas aeronaves passaram por inspeção no início do mandato do governador Renan Filho. Mas uma máquina está sujeita a falhas. Vamos aguardar a perícia tirar as conclusões”, concluiu.

Além dos tripulantes, a aeronave Falcão Dois, do ano de  1992, carregava quatro pistolas e dois fuzis 556, além de armamento. O resultado da perícia será entregue em trinta dias, podendo ser prorrogado.

23EL Queda de helicoptero SITE (3)

Polícia Militar esteve no local da tragédia. Foto: Eduardo Leite

23EL Queda de helicoptero SITE (1)

Destroços da aeronave. Foto: Eduardo Leite

23EL Queda de helicoptero SITE (6)

Secretário Alfredo Gaspar de Mendonça chora ao ver cenário da tragédia. Foto: Eduardo Leite

23EL Queda de helicoptero SITE (2)

Comoção de amigos e familiares. Foto: Eduardo Leite

23EL Queda de helicoptero SITE (4)

Corpo carbonizado. Foto: Eduardo Leite

IMG-20150923-WA0036

Carro em chamas com corpo de uma das vítimas. Foto: Cortesia Internauta

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados