Governo reafirma compromisso do estado com garantia de direitos e defesa da diversidade durante posse do CECD/LGBT

Governador participou de cerimônia que empossou os novos membros do Conselho Estadual de Combate à Discriminação e Promoção dos Direitos LGBT

Governo reafirma compromisso do estado com garantia de direitos e defesa da diversidade durante posse do CECD/LGBT

Governador participou de cerimônia que empossou os novos membros do Conselho Estadual de Combate à Discriminação e Promoção dos Direitos LGBT

Por Assessoria | Edição do dia 17 de novembro de 2021
Categoria: Alagoas | Tags: ,,,,


Os integrantes da nova diretoria do Conselho Estadual de Combate à Discriminação e Promoção dos Direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (CECD/LGBT-AL) tomaram posse nesta quarta-feira (17), durante solenidade realizada no Palácio República dos Palmares com a presença do governador Renan Filho. O CECD é composto por representantes das secretarias da Mulher e Direitos Humanos (Semudh), Assistência e Desenvolvimento Social (Seades), Prevenção à Violência (Seprev), Segurança Pública (SSP), Saúde (Sesau), Cultura (Secult), Educação (Seduc), Trabalho e Emprego (Sete), Universidade Estadual de Alagoas (Uneal) e ainda por instituições que atuam em defesa dos direitos da população LGBT em Alagoas.

O Conselho é um órgão colegiado de caráter deliberativo com a finalidade de propor, acompanhar, monitorar, fiscalizar e avaliar as políticas públicas destinadas a assegurar o pleno exercício de cidadania para a população LGBT, conforme a Lei 7.528 que estabeleceu sua criação. Para o governador, o momento atual do país exige o comprometimento das autoridades com a defesa da diversidade e a luta pela garantia de direitos.

“Fiz questão de participar da cerimônia de hoje porque o Brasil está vivendo um momento muito atípico, de divisão, de fragilidade dos pilares democráticos, onde o interesse das pessoas mais carentes está sendo colocado em segundo plano. Por isso, precisamos defender a educação, o conhecimento, a diversidade e direitos iguais para todos, mas se o Estado não puder trabalhar por todos o tempo todo, deve priorizar os mais pobres e os mais frágeis, esse é o papel do Estado que visa equilibrar a sociedade”, disse Renan Filho.

Segundo o presidente empossado do CECD, Messias Mendonça, o conselho tem autonomia e responsabilidade com essas minorias, reforçando o combate ao preconceito, à homofobia e cobrando políticas públicas que favoreçam a comunidade LGBT.

A cerimônia de posse deu início à programação do Encontro Nacional dos Conselhos de Direitos LGBTQIA+ que reúne, em Alagoas, agentes das mais diversas áreas que atuam intensivamente em prol da causa no Brasil. O encontro se estende até o dia 19 de novembro e conta com a presença de representantes de 20 estados, entre eles juristas, integrantes da gestão pública, ativistas, pesquisadores, escritores, educadores e outros membros da sociedade civil, que vão deliberar sobre assuntos que envolvem os direitos sociais e o acesso à cidadania – como assistência social e saúde -, assim como políticas públicas de prevenção e combate à violência lgbtfóbica.

“A gente vai fazer um mapeamento da violência, da situação de saúde e da atuação dos conselhos estaduais brasileiros. Vamos debater questões sobre segurança pública, saúde, empregabilidade LGBT e ao final será elaborado um documento que será entregue aos governadores com as principais reivindicações”, explicou Messias.

Referência nacional

O conselho é vinculado à Secretaria de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos e a realização do Encontro Nacional é um reflexo da continuidade das ações desenvolvidas em Alagoas com foco nas políticas públicas para lésbicas, gays, travestis, transexuais e demais segmentos LGBTQIA+.  Segundo a secretária Maria Silva, “o Governo de Alagoas tem sido referência nacional pelo trabalho desenvolvido com essa comunidade e, por isso, estamos sediando esse evento. Somos referência em como tratar e contribuir com políticas efetivas, sempre com um olhar acolhedor e cuidadoso, para a garantia de todos os direitos LGBT”.

“Todos os segmentos da sociedade merecem ser ouvidos, respeitados e terem suas pautas encaminhadas pelo governo e nós fazemos um governo para todas as pessoas. Me coloco à inteira disposição para contribuir com as demandas do movimento para que construamos uma sociedade mais equânime”, finalizou Renan Filho.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados