Governo de AL investe R$ 350 mil em programa de desenvolvimento científico regional

O Edital PDCR é parceria da Fapeal com o CNPq; serão 16 bolsas federais e R$350 mil em recursos estaduais de financiamento à pesquisa

Governo de AL investe R$ 350 mil em programa de desenvolvimento científico regional

O Edital PDCR é parceria da Fapeal com o CNPq; serão 16 bolsas federais e R$350 mil em recursos estaduais de financiamento à pesquisa

Por Assessoria | Edição do dia 26 de março de 2022
Categoria: Alagoas, Educação, Tecnologia, Ultimas Notícias | Tags: ,,,,


A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal) publicou, nessa sexta (25), edital do Programa de Desenvolvimento Científico e Tecnológico Regional (PDCTR). A iniciativa visa apoiar pessoas com título de doutorado a se fixarem no estado, para desenvolver pesquisa e atuar na docência universitária, tanto na capital quanto no campi do interior.

A chamada direcionará R$ 350 mil em recursos do tesouro estadual e integra o Trekking da Ciência, pacote de investimentos e programas científicos que estão sendo lançados pela Fapeal, mais 16 bolsas de doutorado concedidas pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

A finalidade é atrair e fixar pesquisadores doutores que possuam competência e reconhecimento em suas respectivas áreas. Eles deverão desenvolver atividades de pesquisa nos Programas de Pós-Graduação stricto sensu (mestrados e doutorados) de Alagoas. A partir desta produção, o objetivo é diminuir as assimetrias regionais no país no âmbito da Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) e suas desigualdades em microrregiões.

O programa será delineado em duas categorias: a regionalização, na qual  estudiosos advindos de PPGs de outros estados poderão para atuar na região metropolitana de Maceió; e a modalidade de interiorização, com vagas destinadas a pesquisadores interessados em atuar nas microrregiões de baixo desenvolvimento científico, no interior de Alagoas.

Alagoas é o 8º estado do Brasil que mais investe em apoio à pesquisa, e o 4º na região Nordeste. O estado possui 1,6% da população brasileira e 1% dos doutores atuantes no país. Além disso, é o 3º estado do país com o melhor nível de cobertura em concessão de bolsas de mestrado e doutorado. A média nacional é de 50% por cento, ou seja, uma bolsa para cada 2 alunos. Em Alagoas, a cobertura ultrapassa 60%.

Na chamada pública de 2015, a Fapeal recebeu 65 inscrições no edital para fixação de doutores no estado, sendo 40 de pesquisadores de fora de Alagoas desejando vir para o estado, e 25 direcionadas exclusivamente para o interior.

Investimentos e fomento à pesquisa

Além das bolsas do CNPq, o edital também prevê auxílio instalação e auxílio deslocamento, quando justificável. A vigência das bolsas poderá ser estendida caso o doutor adquira vínculo empregatício com a instituição que o recebe, mas tem o prazo máximo de 36 meses (até três anos).

Já os subsídios da Fapeal serão destinados a financiar as pesquisas propostas, num teto de R$15 mil, em projetos que poderão estar vinculados às áreas de Ciências Sociais Aplicadas, Ciências Humanas, Linguística, Letras e Artes, e até R$25 mil, para as áreas de Ciências Exatas e da Terra, Ciências Biológicas, Engenharias, Ciências da Saúde, Ciências Agrárias.

Para concorrer, os interessado devem ter currículo compatível para se credenciar ao PPG desejado, atuar na área da proposta listada, estar adimplente com a Fapeal, e ser cadastrado no diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq e na plataforma Spark Fapeal. Cada doutor poderá submeter apenas uma proposta.

O programa PDCTR está com inscrições abertas até o dia 02/05, e publicará o resultado final em 20/06. Para maiores informações, acesse o edital.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados