Governador acompanha sepultamento de militares vítimas de acidente aéreo

“Eu estou sem dúvida enfrentando o dia mais difícil do Governo”, declarou Renan Filho; homenagens foram na capital e em Palmeira dos Índios, acompanhadas por centenas de alagoanos

Por | Edição do dia 24 de setembro de 2015
Categoria: Alagoas, Notícias


 

Governador Renan Filho admitiu que esta quinta-feira, 24, é o dia mais difícil de seu governo. (Foto: Márcio Ferreira)

Governador Renan Filho admitiu que esta quinta-feira, 24, é o dia mais difícil de seu governo. (Foto: Márcio Ferreira)

“Eu estou sem dúvida enfrentando o dia mais difícil do Governo, dos mais difíceis da minha própria vida”. A frase foi dita pelo governador Renan Filho, nesta quinta-feira, 23, ao final do velório dos militares mortos em acidente aéreo, durante operação.

As homenagens ao major Milton Carnaúba, do Corpo de Bombeiros, ao capitão Mário Henrique de Oliveira Assunção e ao soldado Diogo de Melo Gonzaga, estes da Polícia Militar, foram, a princípio, no Palácio Marechal Floriano Peixoto. O corpo do soldado da PM Marcos de Moura Pereira foi levado para a cidade de Palmeira dos Índios, a pedido da família.

“Eu queria dizer que tanto eu como o secretário Alfredo, nós perdemos quatro heróis, quatro guerreiros. Esse reconhecimento público da sociedade simboliza a relevância da entrega dessas vidas no exercício do trabalho. Há um grande clamor em Alagoas e, por isso, o luto por três dias”, avaliou o governador.

No cemitério Parque das Flores, no Tabuleiro do Martins, Renan Filho esteve junto às famílias das vítimas Milton Carnaúba e Mário Henrique Assunção. Antes dos sepultamentos, foram concedidas homenagens pela Banda da Polícia Militar e uma salva de tiros.

Para o governador, não há como negar o heroísmo por parte dos militares. “Mesmo com toda a dificuldade, eles desviaram das casas do local. Eu não tenho qualquer dúvida em relação a isto, eles fariam tudo para salvar a última vida que eles pudessem, com certeza, se eles tiveram essa oportunidade, eles fizeram”, afirmou o chefe do Executivo de Alagoas.

Acompanhado do secretário Alfredo Gaspar de Mendonça Neto e do comandante da Polícia Militar, coronel Lima Júnior, o governador seguiu para o enterro do soldado Diogo de Melo Gonzaga, no cemitério localizado no Benedito Bentes.

“Hoje é um dia muito duro para nós e para a sociedade alagoana. Podemos observar isso no semblante de cada alagoano aqui presente”, declarou Renan Filho. Ao final das homenagens, na capital, o governador viajou de helicóptero para o sepultamento do soldado Marcos de Moura Pereira, em Palmeira dos Índios.

Questionado sobre a ida em uma aeronave do Estado, o governador afirmou que confia no sistema e, principalmente, nos operadores. “Eu confio no sistema. Voamos sempre. Eu e o secretário Alfredo já utilizamos as aeronaves do Governo várias vezes, inclusive com os pilotos hoje sepultados”, disse ele.

Por fim, Renan Filho destacou a importância das investigações sobre o acidente para “confortar a todos nós alagoanos que, nesse momento, vivemos um dia de consternação”.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados