Bom Dia!, Domingo - 21 de Julho de 2019

 

Goleiro Marcão confiante no acesso à Série C

/ 9:50 - 15/04/2019


Cinara Corrêa – Repórter

MARCÃO GOLEIRO

Goleiro Marcão retorna ao ASA para disputa da Série D

O carinho da torcida e a seriedade do planejamento apresentado pela diretoria foram os  fatores fundamentais para que o goleiro Marcão (Marcos Vinícius Fraga Milanezi), 31, retornasse para a equipe do ASA, por onde passou em 2013 e 2014. Titular da equipe, ele avalia o momento do time, analisa a situação do futebol alagoano e brasileiro, em uma entrevista exclusiva ao jornal O DIA.

Natural de Serra, no Espírito Santo, Marcão, 1,92m, começou a jogar aos 11 anos. Se profissionalizou no Vitória, da Bahia, onde ficou por dez anos. Também no Vitória, foi campeão baiano, garantindo o acesso do time às séries A e B. Além do Serra e Vitória, tem passagens pelo Rio Branco, Juazeiro, Sergipe, Paysandu e Macaé, contabilizando dois títulos de campeão paraense e dois atuando pela Copa Verde. Escolheu a posição de goleiro, por influência do pai, que foi goleiro de equipes amadoras.

O arqueiro conta que recebeu um convite da diretoria este ano, para que retornasse à equipe. Ele diz que a receptividade da torcida contribuiu de maneira decisiva por essa opção de retornar a Arapiraca. “Conversei com o presidente, que me expôs o planejamento para a temporada. Tivemos uma conversa muito franca, quando ele me apresentou um planejamento altamente profissional, apesar da limitação dos recursos. Além disso, o torcedor do ASA é muito receptivo e me recebeu, novamente, com muito carinho. Aqui eu me sinto e casa. Tenho com o torcedor uma grande identificação. Estou muito confiante e acreditando no planejamento de toda a diretoria”. avalia.

Marcão foi grande destaque e teve uma atuação decisiva na partida diante do CRB, válida pela quinta rodada do Campeonato Alagoano, no início do ano. O ASA derrotou o rival por 1 x 0, no Coaracy da Mata Fonseca, tirando a equipe do sufoco. Naquele dia, o zagueiro Luís Eduardo fez a sua estreia e decidiu a partida, com uma cabeçada, aos 14 minutos do segundo tempo, tirando o Fantasma da  lanterna. A partida também marcou a primeira derrota do CRB no ano. O Galo, que não perdia há 15 jogos,  vinha de uma sequência de cinco empates, jogou mal e teve as chances barradas nas mãos de Marcão.

“Foi um jogo muito difícil. Afinal, estávamos jogando contra um time da Série B, com um orçamento bem maior do que o nosso e nós precisávamos vencer. Nossa equipe jogou bem e eu consegui contribuir com grandes defesas”,recorda.

Por questões éticas, ele não revela os nomes das equipes, mas sabe-se que Marcão teve  propostas para atuar em outros times este ano. “Mas a seriedade do trabalho que me foi apresentado aqui no ASA não me fizeram pensar duas vezes em aceitar a proposta e retornar para esta cidade, pela qual eu tenho tanto carinho”, confessa.

Marcão também fala sobre a expectativa da equipe para esta temporada. “O ASA está com um grande elenco e uma proposta para estar no mínimo na Série B. Este ano, dá para subirmos tranquilamente para a Série C. O grupo formado tem grande qualidade e está muito focado para os desafios que teremos pela frente. Assim como professor Nexo Xavier e toda a Comissão Técnica”, analisa.

O goleiro também comentou a realidade do futebol alagoano. “Temos grandes jogadores atuando por Alagoas. Prova disso é que os maiores clubes do Estado estão participando das principais competições nacionais: o CSA na Série A e o CRB na Série B, o que atrai a atenção da mídia brasileira, de empresários e de toda a torcida”, opina.

Casado, pai de dois filhos, um de dois anos e outro com seis meses, Marcão é torcedor do Vasco da Gama (RJ) e tem no ex-goleiro Jeferson a sua maior referência no futebol. Cursou até o segundo período da Faculdade de Fisioterapia, em Belém (PA), mas teve que trancar o curso, quando veio para Arapiraca.

O jogador fez questão  opinar  sobre o momento da Seleção Brasileira. “O que falta é a nossa seleção voltar a mostrar o futebol brasileiro, com a habilidade como a sua maior característica. O Brasil está tentando copiar o modelo do futebol europeu, inclusive o seu esquema tático, e acaba se esquecendo das suas principais virtudes que o levaram a ser pentacampeão mundial, jogando o seu futebol, que encantou todo o Planeta”, avaliou.

No próximo dia 26, se comemora o Dia do Goleiro”. Em função disso, Marcão está pensando em convocar todos os goleiros da base para que, juntamente como grupo principal, possam fazer uma grande interação. Ele sugere, inclusive, promover sorteios de luvas e camisas térmicas. Na verdade, existe, realmente, um grande interesse dos goleiros da base em conhecer o titular do ASA.

O preparador de goleiros do ASA, professor Rodrigues da Silva, confessa que todo o time vem sendo escolhido a dedo pelo treinador Nedo Xavier e pela diretoria do clube e que Marcão é, realmente, um atleta diferenciado. “Marcão é  um goleiro de alto nível e tem como principal característica passar confiança para todo o grupo”, confessa. Esta é a primeira vez que Rodrigues, que está no ASA desde o ano passado, trabalha com Marcão. “Nunca havíamos trabalhado juntos, mas eu ouvia excelentes comentários sobre a atuação e o caráter desse atleta”, diz.

Natural de Pão de Açúcar, o professor Rodrigues jogou nas principais equipes de todo o Estado. Começou a trabalhar como preparador de goleiros em 2007, no CEO de Olho D’Água das Flores.

 


Comentar usando