Gol deve indenizar casal por espera de mais de oito horas em conexão

Voo inicial dos passageiros teria sido antecipado, o que fez com que aguardassem mais tempo do que previsto em trecho da viagem

Gol deve indenizar casal por espera de mais de oito horas em conexão

Voo inicial dos passageiros teria sido antecipado, o que fez com que aguardassem mais tempo do que previsto em trecho da viagem

Por Assessoria | Edição do dia 20 de julho de 2020
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags: ,


Clara Fernandes

A Gol Linhas Aéreas S/A deve pagar R$ 4.000,00 de indenização a um casal que esperou mais de oito horas em conexão devido ao adiantamento do primeiro voo do trajeto. A decisão, publicada no Diário de Justiça Eletrônico desta segunda-feira (20), é do juiz Sérgio Roberto da Silva Carvalho, do 3° Juizado Especial Cível da Capital.

De acordo com os autos, em setembro do ano passado, os autores viajariam de Recife/PE para Boa Vista/RO com embarque previsto às 17h20 e chegada às 1h20 do dia seguinte. Entretanto, o voo com conexão em Brasília teria sido antecipado para 11h40, o que resultou em uma espera de oito horas e 45 minutos no aeroporto até chegarem ao destino final.

Segundo o casal informou, a empresa ainda não teria oferecido voucher de alimentação individual, que é estipulado pelo artigo 27 da Resolução nº 400 da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). O dispositivo garante que o cupom seja disponibilizado a cada duas horas nos casos de atraso, cancelamento, interrupção de voo e preterição de embarque.

?Destaco, ainda, que a situação em tela referente a permanência dos requerentes no aeroporto por cerca de 8 horas e 45 minutos sem assistência para reduzir o desconforto enquanto aguardavam, não é apenas mero dissabor, mas fora uma situação passível de causar constrangimento, ofender direitos da personalidade, causando angústia, ansiedade e preocupações excessivas, uma vez que se tratava de uma viagem de lazer?, destacou o magistrado.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados