Geraldo Alckmin nega aliança do PSDB com Fernando Collor

Tucano foi questionado por relações com partidos que têm políticos envolvidos em escândalos de corrupção

Por | Edição do dia 30 de agosto de 2018
Categoria: Notícias, Política | Tags: ,,,,


Depois de embate com Jair Bolsonaro (PSL) sobre desigualdade de gênero e decidir explicar posição quanto a seu salário na Rede Globo, Renata Vasconcellos confrontou outro candidato à Presidência da República. Nesta quarta-feira, em entrevista com Geraldo Alckmin (PSDB), a apresentadora questionou as alianças do partido do governador de São Paulo, em específico a relação com o PTC, que tenta eleger Fernando Collor ao governo de Alagoas.

Renata e William Bonner passaram mais da metade da entrevista falando sobre corrupção, alianças e ética. Os apresentadores perguntaram ao candidato porque o PSDB se aliou a partidos com políticos indiciados ou condenados se ele, Geraldo Alckmin, assim como a própria legenda, condenam esse tipo de prática em seus oponentes. Ao citar alguns casos, a âncora citou a ‘ficha’ de Collor e lembrou frase proferida pelo tucano em 2006 quanto às alianças.

“Vou te dar um outro exemplo, um de seus aliados nesta eleição é Fernando Collor de Mello, do PTC”, disse Renata, ao se referir à aliança do PSDB, o qual Geraldo Alckmin é presidente, com o PTC. Os dois partidos encabeçam chapa em Alagoas com Fernando Collor para governador e Kelmann Vieira como seu vice. Vieira (PSDB) é o presidente da Câmara de Vereadores em Maceió.

“Em política é importante: ‘Diga-me com quem andas e lhe direi quem és’. O Senhor repetiria hoje essa frase tendo ao lado Fernando Collor de Mello?”, complementou Renata, relembrando frase de Alckmin a ela, durante entrevista, em 2006.

Alckmin se defendeu dizendo que, na coligação que tem o seu nome como candidato ao Palácio do Planalto, não há aliança com o PTC. Segundo o tucano, a relação entre os partidos é exclusiva da política estadual.

“O PTC não me apoia. Ele apóia outros candidatos. A coligação do PTC não é com o PSDB. A minha coligação tem oito partidos. Não está o PTC. Não me apoia e não está na minha coligação”, respondeu Alckmin.

Depois de alguns minutos respondendo sobre outras alianças e de manter nomes como o de Aécio Neves e Eduardo Azeredo, que ainda estão nos quadros do PSDB, Geraldo Alckmin ouviu Renata confirmar uma segunda vez que o partido dele apoia e é coligado à campanha de Collor em Alagoas. “Antes de passar para o próximo tema da nossa entrevista eu só gostaria de deixar claro que o seu partido, PSDB, apoia, sim, o partido de Fernando Collor, PTC, em Alagoas”, afirmou.

“O PTC não me apoia. Lá em Alagoas, é questão local. Eu não sou candidato à presidente da República do senhor Fernando Collor, nem do PTC, nem ele está na minha coligação”, alegou Alckmin.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados