Funcionários dos Correios em AL paralisam atividades por 48h

com a greve, cerca de 250 mil correspondências deixarão de ser entregues em todo Estado

Funcionários dos Correios em AL paralisam atividades por 48h

com a greve, cerca de 250 mil correspondências deixarão de ser entregues em todo Estado

Por | Edição do dia 25 de outubro de 2018
Categoria: Maceió, Notícias | Tags: ,,,


Correios

Os serviços dos Correios em Alagoas estarão parados nesta quinta (25) e sexta-feira (26) devido a uma paralisação dos servidores da estatal. O Sindicato dos Trabalhadores dos Correios cobra melhores condições de trabalho e a contratação de mais trabalhadores. A categoria pretende organizar um ato de protesto durante essa manhã em frente a agência situada na antiga Rua do Sol, no Centro de Maceió.

De acordo com a entidade, atualmente os Correios contam 400 profissionais e precisariam de mais 250 servidores para cobrir a demanda do estado. Eles ainda informaram que existem cidades do Estado que estão sem carteiros para gerir e entregar correspondências, o que com suspensão dos trabalhos mais de  250 mil correspondências e encomendas deixarão de ser entregues hoje.

O último concurso para os Correios aconteceu no ano de 2011 e conta com aproximadamente 300 pessoas no cadastro reserva. Por outro lado, a assessoria de comunicação dos Correios informou que não há falta de empregados em nenhuma de suas áreas de atuação e que busca sempre ofertar e garantir as melhores condições de trabalho para todos os seus empregados.

Confira a nota na íntegra:

Os Correios garantem que todos os seus serviços funcionarão normalmente. Com a deflagração da paralisação, a empresa colocou em prática seu Plano de Continuidade de Negócios visando garantir o menor transtorno possível para a população.

Sobre as reivindicações dos trabalhadores dos Correios em Alagoas, a empresa esclarece que não há falta de empregados em nenhuma de suas áreas de atuação. A quantidade de empregados em atividade está adequada à demanda postal recebida pela empresa no Estado. A empresa destaca ainda que busca sempre ofertar e garantir as melhores condições de trabalho para todos os seus empregados, no entanto como empresa pública, está sujeita a prazos legais e procedimentos normativos necessários para qualquer tipo de contratação.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados