Funcionário do HU será indiciado por estupro em sala de raio-x

Em depoimento à delegada Cássia Mabel, o funcionário negou as acusações

Por | Edição do dia 14 de setembro de 2018
Categoria: Maceió, Notícias | Tags: ,,,


Um técnico do setor de Radiologia do Hospital Universitário Alberto Antunes (HUAA), em Maceió, prestou depoimento na quinta-feira (13) à delegada Cássia Mabel, na 2ª Delegacia da Mulher, após ser denunciado pelo crime de estupro. O Boletim de Ocorrência foi registrado no último dia 6.

A vítima – que terá a identidade preservada  – relatou que o técnico havia a molestado ao ser submtida a um raio-x na unidade hospitalar. Ela conta que, após entrar na sala, o técnico fechou a porta, obrigou a vítima a beijá-lo e posteriormente forçou a mulher a pegar no seu pênis e tentar masturbá-lo.

“Ele pegou no meu rosto e deu um beijo demorado na minha boca. Depois, ele abriu a calça, colocou o pênis pra fora e pegou minha mão esquerda para tocar no órgão dele e fazer o ato de masturbação”, afirmou a vítima.

O funcionário, por sua vez, negou todas as acusações.

A assessoria do HUAA informou, por meio de nota, que tomará as providências cabíveis, visando apurar e esclarecer o fato. Além disso, afirmou que iniciou formalmente os procedimentos.

Questionado se o funcionário prossegue desempenhando atividades no HUAA, a assessoria comunicou que até ontem (13), o técnico continuava exercendo atividades na unidade de saúde. Decisão tomada pela Corregedoria. “Entretanto, não sabemos, ainda, quais são as atuais condições de trabalho dele, se continua na mesma função”, afirmou.

Confira a nota na íntegra:

O Hospital Universitário Alberto Antunes (Hupaa) informa que tomou conhecimento, por meio da Ouvidoria, da denúncia. O Hupaa Ufal garante que tomará todas as providências cabíveis, visando apurar e esclarecer o fato, como já iniciou formalmente todos os procedimentos. É válido ressaltar que outras informações sobre o caso são de responsabilidade da Ufal.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados