Frio pode agravar os sintomas das alergias respiratórias

Especialista do HU alerta a sociedade no dia Mundial da Alergia

Frio pode agravar os sintomas das alergias respiratórias

Especialista do HU alerta a sociedade no dia Mundial da Alergia

Por Redação com Assessoria | Edição do dia 8 de julho de 2020
Categoria: Notícias, Saúde


Com a chegada do inverno, estação do ano marcada por temperaturas mais baixas, o grupo da população que possui rinite ou asma, por exemplo, pode sentir que os sintomas dessas alergias respiratórias pioram nos períodos mais frios. Iramirton Moreira, alergista e imunologista do Hospital da Universidade Federal de Alagoas (HU-Ufal), alerta que, principalmente durante essa época, as pessoas que possuem alergia respiratória devem tomar cuidados redobrados, para evitar o surgimento de novas infecções. “Dentre outras orientações, é importante ter cuidado com a limpeza do ambiente, utilizar roupas quentes e evitar lugares frios”, frisa o médico.

As alergias, como uma defesa exagerada do próprio organismo a determinadas substâncias, são manifestadas também na pele, como a dermatite atópica; ou provocam sensibilidade na ingestão de determinados alimentos. No Brasil, ovos, leites e frutos do mar estão na lista dos alimentos que apresentam mais reações alérgicas. O diagnóstico para identificação de algum tipo de reação alérgica é realizado através do histórico clínico do paciente e por testes e exames de sangue específicos.

A predisposição genética é um fator agravante para o surgimento dessas doenças, que podem aparecer em qualquer momento da vida. Embora não tenha cura para todos os casos, as alergias podem ser controladas, através de medicamentos e imunoterapia, tratamento que altera o sistema imunológico do paciente. O Hospital Universitário possui o Ambulatório de Alergias, para acompanhamento de adultos e crianças.

 

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados