FPI do São Francisco recupera animais resgatados em Delmiro e em Motel de Santana

FPI do São Francisco recupera animais resgatados em Delmiro e em Motel de Santana

Por | Edição do dia 19 de maio de 2016
Categoria: Meio Ambiente, Notícias | Tags: ,,


Quatro filhotes de Periquitos-da-Caatinga foram resgatados pelos técnicos da FPI do São Francisco a poucos dias, do comércio clandestino de animais no Município de Delmiro Gouveia.

Entre o resgate e a soltura das espécies silvestres, ocorre uma das etapas mais importantes da recuperação da fauna local: a triagem e o tratamento dos animais. Nenhum deles é solto sem a certeza de estar apto para retornar ao seu habitat.

fauna8

Quatro filhotes de Periquitos-da-Caatinga foram resgatados pela equipe da FPI São Francisco (Foto: divulgação)

O coordenador da equipe fauna e biólogo Marcos Araújo foi o responsável por alimentar os filhotes de Periquitos-da-Caatinga, que se encontravam numa espécie de berçário.

“Nós os resgatamos bem debilitados quando se encontravam juntos a outros pássaros numa caixa sufocante. Como devem ter apenas 15 dias de vidas, eles não conseguem comer grãos ou frutas, daí preparamos uma pasta com alimentos ricos em vitaminas, proteínas e carboidratos para que sobrevivam”, relata Marcos.

O médico-veterinário Isaac Albuquerque explica que a nutrição dos filhotes tem por finalidade a termorregulação: “A ausência de penagem desequilibra a temperatura interna deles, que acaba compensada pela queima energética da comida. Os pequenos também devem ser alimentados de três em três horas”.

Soltura de pássaros

Durante a ação, um vídeo da soltura dos pássaros foi postado numa rede social do Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/AL) e viralizou na internet.

Até a última terça-feira (17), o vídeo já havia alcançado cerca de 11 milhões de pessoas, com 4,4 milhões de visualizações, 99 mil compartilhamentos, 37,3 mil curtidas e quase cinco mil comentários.

Viveiro clandestino em motel de Santana

Após receber denúncia anônima nesta quarta-feira (18), um viveiro clandestino com cerca de 100 de pássaros silvestres nos fundos de um motel localizado na zona rural do Município de Santana do Ipanema.

Técnicos e policiais da FPI resgataram os animais e os levaram para a base de triagem e tratamento em Santana. Aqueles que estiverem aptos a voltar para o habitat serão soltos em breve numa unidade de conservação do Estado.

FPI MOTEL 3

Viveiro clandestino foi encontrado com cerca de 100 pássaros (Foto: divulgação)

Num espaço de aproximadamente 50m2, os agentes da FPI se depararam com aves raras como o Sangue-de-Boi. Também foram resgatadas espécimes de Craúna, Xexéu Boca-de-Ninho, Asa-Branca, Três-Cocos, Perdiz, Sabiá, Casaca-de-Couro, Galinha-D’água, Soldado-Inglês, Peito-de-Aço, Papa-Pimenta, Veludo, entre outros.

O proprietário do motel alegou que já comprou o imóvel com o viveiro nele há três anos. O ambiente de criação dos pássaros foi destruído para evitar que novos animais venham a ser presos no local.

Confira o vídeo neste link.

Comércio legal

Criar um animal silvestre ou exótico não é proibido. A depender do caso pode até ser incentivado, como explica o médico-veterinário Epitácio Correia, que está na FPI pelo Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA).

“Os animais exóticos podem ser adquiridos por qualquer pessoa sem uma licença específica. Mas a aquisição e comercialização dos silvestres passa por criadores legais, nos termos da Instrução Normativa n° 10/2011, que também é fiscalizada pelo IMA”, afirma Epitácio.

Ele alerta que o grande problema da criação das espécies silvestres encontra-se no comércio clandestino. Segundo eles, o “mercado negro” retira de quatro a cinco milhões de animais de seus biomas originais todos os anos, matando a imensa maioria por conta de maus-tratos, em especial, durante o transporte.

 

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados