Foragido da Operação Ciclone morre em troca de tiros

Foragido da Operação Ciclone morre em troca de tiros

Por | Edição do dia 2 de agosto de 2016
Categoria: Notícias, Polícia


Um foragido da Operação Ciclone morreu durante troca de tiros com a Polícia Militar nesta terça-feira (02). Edmilson Alves de Brito, 28 anos, conhecido como “Puro Ódio”, estava foragido desde a última quinta-feira (28), suspeito de ligação com roubo e homicídio. Também há uma possibilidade de envolvimento do foragido com a facção criminosa PCC.

Após receberem informações do serviço de inteligência, o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) foi até a residência do suspeito, localizada no bairro de Santa Lúcia.

Os policiais foram recebidos a tiros e, no confronto, o suspeito foi atingido por três disparos e não resistiu. Foi encontrado com “Puro Ódio” um revólver calibre 38.

A operação Ciclone, realizada na última quinta-feira (28) prendeu 16 envolvidos em crimes na capital. O bando é acusado de tráfico de drogas, homicídio e roubos à residência, veículos e transeuntes, além de estelionato.

Apresentação dos envolvidos na Operação Ciclone, da qual "Puro òdio" escapou (Foto: assessoria)

Apresentação dos envolvidos na Operação Ciclone, da qual “Puro òdio” escapou (Foto: assessoria)

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados