Exposição sobre vida do Padre Téofanes é aberta oficialmente para visitação

O educador fundou o Cesmac em 1973 e teve papel fundamental no desenvolvimento da educação de Alagoas

Exposição sobre vida do Padre Téofanes é aberta oficialmente para visitação

O educador fundou o Cesmac em 1973 e teve papel fundamental no desenvolvimento da educação de Alagoas

Por | Edição do dia 7 de novembro de 2019
Categoria: Ultimas Notícias | Tags: ,


IMG_9127-1024x683 (1)

Foto: Divulgação

Uma noite marcada por emoção, lembranças e histórias do Padre Teófanes de Barros. Nesta terça-feira, 5, foi aberta, na Galeria Cesmac de Arte Fernando Lopes, a exposição que traz detalhes de toda a trajetória do homem que, para muitos, foi o maior educador do estado de Alagoas.

A vernissage reuniu comunidade acadêmica, personalidades da cultura alagoana, familiares do homenageado e sociedade em geral. Como receptivo, aconteceram duas apresentações musicais. Primeiro, os idosos projeto Crescer entoaram o hino da Instituição e em seguida, se apresentaram, sob regência do Maestro Luiz Martins, o Coral do Cesmac.

“Abrimos as portas de nossa galeria para mostrar a história de uma personalidade ímpar da educação de Alagoas. Sejam todos bem-vindos e apreciem cada detalhe”, afirmou o Reitor João Rodrigues Sampaio Filho, abrindo oficialmente a exposição.

Seguindo o lema do educador “elevar para educar”, a exposição é dividida em três sessões. A primeira traz a figura humana do padre, os pertences e a linha do tempo com os acontecimentos mais importantes, desde seu nascimento no município de São José da Lage em 1912, até a sua inserção no mundo educacional com a criação do Colégio Guido. As outras duas sessões mostram a transição do colégio até a criação do CESMAC, o que representou em um projeto final todos os ideias da pessoa do Padre Teófanes de Barros.

“O conceito da mostra é trazer à tona toda essa personalidade multidisplicinar que foi a do padre Teófanes de Barros. Seguimos uma cronologia e esperamos fincar em nossa comunidade acadêmica a história do fundador desta Instituição”, afirmou a Professora Carol Gusmão, curadora da exposição juntamente com o Professor Brancildes Galdino e o colaborador mais antigo da IES, Paulo Paixão.

Em consonância, o Conselheiro e co-fundador Orlando Rocha Filho, falou de toda versatilidade e militância do padre em favor da educação do estado.

“Um homem de muitas qualidades e que sempre acreditou nos seus ideais. Tenho muito orgulho em fazer parte dessa história e ter convivido por muito tempo com o Padre Teófanes de Barros”, afirmou Dr. Orlando.

“O noite de hoje me deixa muito emocionada. As fotografias fazem a gente viajar no tempo. Estou muito feliz e que a história do meu irmão seja eterizada nesta Instituição”, afirmou Maria Teomirtes de Barros Malta, conselheira da Fejal e irmã do Padre Teófanes.

Visitação

A exposição fica na Galeria Fernando Lopes até o dia 28 de fevereiro de 2020 e os horários são de Segunda a Quinta de 13h às 17h e as Sextas, de 13h20 às 16h. Para mais informações, através do telefone 3215 5094 ou por e-mail: extensao@cesmac.edu.br.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados