Exército brasileiro abre inscrições para escola de formação de cadetes

ão 400 vagas para o sexo masculino e 40 para o sexo feminino. Candidatos devem ter nível médio e idade entre 17 e 22 anos

Exército brasileiro abre inscrições para escola de formação de cadetes

ão 400 vagas para o sexo masculino e 40 para o sexo feminino. Candidatos devem ter nível médio e idade entre 17 e 22 anos

Por | Edição do dia 2 de maio de 2017
Categoria: Concurso, Notícias | Tags: ,,


cadetes-exercito-brasileiroEstão abertas as inscrições do concurso público da Escola Preparatória de Cadetes (EsPCEx), que formará Oficiais de Carreira da Linha de Ensino Militar Bélico. Ao todo, são oferecidas 440 oportunidades, das quais 400 destinadas ao sexo masculino e outras 40 para mulheres. O processo seletivo foi publicado no Diário Oficial da União na segunda-feira (1). As inscrições no processo seletivo podem ser realizadas até o dia 20 de junho pelo site www.espcex.ensino.eb.br (http://www.espcex.ensino.eb.br/). A taxa de participação custa R$ 90.

Para participar da seleção, é necessário ter entre 17 e 22 anos completos e ter cursado o ensino médio. Além disso, homens precisam apresentar altura mínima de 1,60m, enquanto mulheres devem medir pelo menos 1,55m.

O curso oferecido pela EsPCEx tem caráter de nível superior e será realizado durante cinco anos em regime de internato em Campinas (SP), onde o militar em formação permanece por um ano e recebe o título de aluno, e na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), em Resende (RJ), localidade em que acontecem mais quatro anos de curso e o militar recebe a titulação de cadete.

Entre as opções de áreas que podem ser seguidas pelos cadetes masculinos estão infantaria, cavalaria, artilharia, engenharia, comunicações, intendência e material bélico. Já as opções para as mulheres são as carreiras de intendência ou de material bélico. Quem concluir o curso recebe o título de aspirante a oficial, além de graduação de bacharel em ciências militares.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados