Evento com “trios” causa aglomeração na orla e secretário de Saúde de AL critica: “falta de respeito”

Prefeitura de Maceió disse que a festa tinha como objetivo levar música de forma itinerante

Evento com “trios” causa aglomeração na orla e secretário de Saúde de AL critica: “falta de respeito”

Prefeitura de Maceió disse que a festa tinha como objetivo levar música de forma itinerante

Por Thiago Luiz | Edição do dia 2 de janeiro de 2022
Categoria: Maceió | Tags: ,,,


Um evento do tipo “arrastão” com trio elétrico, realizado na noite deste sábado (1º), reuniu centenas de pessoas e causou aglomeração na orla de Maceió. Em imagens divulgadas, é possível perceber que as bandas levaram uma multidão ao calçadão da parte baixa.

As imagens que circularam na internet fizeram as pessoas se questionarem quem seriam os responsáveis pela realização da festa e quem autorizou, já que os eventos públicos de réveillon foram cancelados exatamente para evitar a disseminação da variante Ômicron, da Covid-19.

Nas redes sociais, o secretário estadual de Saúde, Alexandre Ayres, postou uma foto da aglomeração e avaliou como “falta de respeito”, usando como argumento o aumento dos casos de gripe, que têm lotado as unidades de saúde do estado.

“Festa aberta na orla de Maceió e as UPAs lotadas de pessoas gripadas ? Falta de respeito com os profissionais de saúde! Alegria dos turistas e tristeza dos Alagoanos nas próximas semanas!”, opinou Ayres.

Veja o vídeo da festa:

https://youtube.com/shorts/o2tnesfIOqc?feature=share

A festa chamada de ” Passeio Musical”, foi um evento com música itinerante, organizado pela Fundação Municipal de Ação e Cultura (Fmac), da Prefeitura de Maceió.

Após o registro de aglomeração, os órgãos municipais realizaram a fiscalização e determinaram o encerramento do evento.

Por meio de nota, o Município se posicionou. Disse que não compactua com aglomerações e tem como missão salvar vidas.

Confira a nota na íntegra:

A Prefeitura de Maceió esclarece que o evento Passeio Musical, organizado pela Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC), tinha o objetivo de levar música de maneira itinerante aos transeuntes da orla da Ponta Verde, região turística da cidade. Ao perceber que no percurso final houve aglomeração, a Prefeitura de Maceió determinou, imediatamente, o fim do evento. A Prefeitura de Maceió reitera que não compactua com aglomerações, pois a sua grande missão é continuar salvando vidas – razão pela qual foram canceladas, ainda em 4 de dezembro, as festas de Ano Novo na cidade.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados