Estudo do Ministério da Saúde sobre Covid-19 realiza nova etapa em Maceió

Equipe conta agora com apoio de agentes de saúde e unidades da Estratégia Saúde da Família e se estende por mais cinco bairros

Estudo do Ministério da Saúde sobre Covid-19 realiza nova etapa em Maceió

Equipe conta agora com apoio de agentes de saúde e unidades da Estratégia Saúde da Família e se estende por mais cinco bairros

Por Assessoria | Edição do dia 26 de outubro de 2021
Categoria: Saúde | Tags: ,,,


Equipes da Pesquisa de Prevalência de Infecção por Covid-19 (PrevCov), do Ministério da Saúde, iniciaram nessa segunda-feira (25), a uma nova etapa do estudo epidemiológico no município. A iniciativa, que conta com o apoio da Secretaria Municipal de Saúde e visa esclarecer aspectos que ainda não foram explicadas sobre a doença, a partir da população afetada, será estendida agora para mais sete bairros da capital alagoana.

Nesta fase da pesquisa, além da Ponta Verde, os moradores residentes nos bairros do Vergel do Lago, Santa Lúcia, Prado, Serraria, Santa Amélia, Cruz das Almas e Farol também serão convidados a colaborar voluntariamente com o estudo, realizando a coleta de dados e de amostras de material biológico (sangue).

Foto: Reprodução

Para realizar esse trabalho nas várias regiões da capital alagoana, no entanto, as equipes do laboratório responsável pela pesquisa contarão com a parceria das unidades da Estratégia de Saúde da Família (ESF) e dos agentes comunitários de saúde, que atuarão em suas áreas para estimular os moradores a participarem da ação.

“Desde o início da pesquisa, temos trabalhado em parceria para que a equipe do Ministério da Saúde possa desenvolver esse estudo em nosso território, de forma que os maceioenses possam participar efetivamente da iniciativa, que será fundamental para aprimorar as ações relacionadas ao controle e prevenção sobre a Covid-19 no país”, reitera a Diretora de Vigilância em Saúde da SMS, Fernanda Rodrigues

De acordo com Neyla Menezes, apoiadora do Programa Vigiar SUS em Alagoas, o estudo adotou novas estratégias por conta de baixa adesão ao estudo, pois anteriormente era a equipe do Ministério que fazia a busca ativa de pacientes em seus domicílios, gerando bastante desconfiança.

“Na Ponta Verde, onde temos nosso laboratório de coletas, a equipe vem fazendo panfletagens e o morador que tenha interesse em participar, segue diretamente para o local. Nos demais bairros, contamos com os agentes e as unidades de saúde para sensibilizar os moradores a colaborarem com o estudo recebendo a equipe de pesquisa em seu domicílio, reduzindo o índice de rejeição ao trabalho”, ressaltou.

A pesquisa

Iniciada em maio de 2020, a PrevCov é considerada uma das maiores pesquisas sobre Covid-19 no mundo e conta com a parceria da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

O estudo teve início em maio de 2020 e foi feito por meio de entrevistas por telefone com indivíduos selecionados na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – Pnad Covid-19/IBGE. Em Alagoas, o PrevCov é desenvolvido em Maceió e em outros sete municípios da Região Metropolitana – Barra de São Miguel, Satuba, Rio Largo, Paripueira, Pilar, Marechal Deodoro e Coqueiro Seco.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados