Estudantes de Odontologia da Ufal desenvolvem aplicativo para atendimentos de urgência

Projeto de inovação tecnológica é liderado pela professora Camila Beder

Estudantes de Odontologia da Ufal desenvolvem aplicativo para atendimentos de urgência

Projeto de inovação tecnológica é liderado pela professora Camila Beder

Por Ascom Ufal | Edição do dia 16 de março de 2021
Categoria: Notícias, Saúde | Tags: ,,,


(Imagem: Ascom Ufal)

Um projeto aprovado no edital de bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (Pibiti) e vinculado ao grupo de pesquisa Patologia Oral e Maxilofacial, liderado pela professora Camila Maria Beder Ribeiro, da Faculdade de Odontologia (Foufal) da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), tem como objetivo o desenvolvimento e a validação de aplicativo para pacientes que buscam atendimento de urgência odontológica no Sistema Único de Saúde (SUS).

Os estudantes de Iniciação Tecnológica envolvidos no projeto são Caroline Fernandes da Costa, Henrique de Vicq Normande Neto, Lara Yohana Correia Gomes e Vanessa Candido Pontes da Silva. “A proposta é a criação de um método para facilitar o serviço oferecido ao público, por meio de um aplicativo gratuito voltado para a população, que favoreça a aquisição de conhecimento a respeito da urgência em odontologia e a procedência mais adequada diante dos diversos cenários de uma urgência, a fim de promover uma maior autonomia ao paciente”, explicaram os autores do projeto.

A pesquisa está sendo desenvolvida há oito meses. Segundo os bolsistas do Pibiti, o indivíduo poderá descobrir se sua situação é classificada como uma urgência odontológica por meio dos questionários presentes no aplicativo. “São perguntas para identificar os sintomas. Em caso de urgência, serão apresentados os locais próximos que atendem à demanda específica, associados ao Sistema Único de Saúde”, ressaltaram os estudantes.

Diante da pandemia de covid-19, os estudantes acreditam que o aplicativo vai colaborar para evitar aglomerações em clínicas odontológicas. “No questionário, há perguntas sobre como fazer em caso de urgência associado à suspeita desse vírus. O objetivo do aplicativo é também de ajudar na triagem de pacientes para otimizar as salas de espera dos locais de atendimento, inclusive da clínica de odontologia da Foufal”, afirmou a professora Camila Beder.

De acordo com o Conselho Federal de Odontologia (CFO), as emergências odontológicas são situações que determinam prioridade para o atendimento, mas não potencializam o risco de morte. “A exemplo tem-se a dor odontológica aguda, pericoronarite, remoção de suturas, abcessos, mucosites orais com indicação de tratamento com laserterapia, pacientes que precisam passar por tratamento dentário antes de um tratamento médico crítico, dentre outros”, relatou a estudante Lara Yohana.

A Clínica Odontológica da Ufal realizava, até o final de 2019, cerca de 1,2 mil atendimentos por mês. Além de oferecer um serviço de qualidade para a comunidade do entorno, a clínica é um espaço de formação e pesquisa para os estudantes de Odontologia do 5° ao 9° período. Com o início da pandemia dacovid-19, os atendimentos foram suspensos. Ainda não há previsão para a reabertura dos consultórios.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados