“Essa voz não será calada por homem algum”, diz Teca Nelma após ser censurada pelo delegado Fábio Costa

A sessão aprovou a concessão do título de cidadão honorário de Maceió ao presidente Jair Messias Bolsonaro.

“Essa voz não será calada por homem algum”, diz Teca Nelma após ser censurada pelo delegado Fábio Costa

A sessão aprovou a concessão do título de cidadão honorário de Maceió ao presidente Jair Messias Bolsonaro.

Por Thatyana Ferreira - estagiária sob supervisão | Edição do dia 24 de junho de 2021
Categoria: Maceió, Política | Tags: ,,


A vereadora Teca Nelma teve sua fala censurada pelo parlamentar Fábio Costa, durante uma sessão extraordinária da Câmara de Vereadores de Maceió que aprovou a concessão do título de cidadão honorário de Maceió ao presidente Jair Messias Bolsonaro, nesta quarta-feira (23).

Foto: Reprodução/ Vídeo

Teca Nelma foi uma dos seis vereadores que votou contra a concessão do título e foi desrespeitada durante seu discurso quando se referiu ao presidente como ‘genocida’ ao citar os mais de 500 mil brasileiros que morreram vítimas de Covid-19 em pouco mais de um ano de pandemia.

“Vou solicitar a íntegra da fala dela (…) e também vou oficiar o Conselho de ética daqui da Câmara, para saber se de repente a vereadora Teca Nelma não incorreu em quebra de decoro ao usar essa infeliz expressão na sessão de hoje”, ameaçou o parlamentar e delegado Fábio Costa.

O delegado também pediu à Casa para censurar o termo utilizado pela vereadora , afirmando que ela cometeu injúria. Além de insinuar que ela poderia não saber o significado da palavra genocida, diminuindo o discurso e o voto dela.

“Desrespeitar, infantilizar ou descredenciar as mulheres é uma forma grave de preconceito. Vivemos tempos sombrios e não aceitaremos isso. Minha solidariedade, vereadora Teca Nelma”, publicou o governador Renan Filho em apoio a parlamentar.

Ainda durante a sessão Teca Nelma afirmou que essa não foi a primeira vez que ela foi diminuída na Câmara por ser mulher, quando alguns vereadores colocam seus conhecimentos em xeque, duvidando da sua capacidade. Ela também ressaltou que possui imunidade para proferir seus discursos.

“Aqui meus eleitores maceioenses contem comigo porque essa voz não será calada por homem algum”, finalizou Teca Nelma.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados