Especialistas discutem Caso Pinheiro em encontro técnico no Crea-AL

Engenheiro da Braskem esteve presente no evento

Especialistas discutem Caso Pinheiro em encontro técnico no Crea-AL

Engenheiro da Braskem esteve presente no evento

Por Assessoria | Edição do dia 12 de novembro de 2021
Categoria: Maceió | Tags: ,,,


Foto: Reprodução

Engenheiros, geólogos e representantes de instituições públicas estiveram reunidos na manhã da última terça-feira, 9, no auditório do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Alagoas (Crea-AL), para mais uma análise do panorama do Caso Pinheiro, fenômeno que causou instabilidade do solo nos bairros Pinheiro, Mutange, Bebedouro e regiões adjacentes.

Voltado ao debate estritamente técnico, o evento convidou o engenheiro da Braskem Galileu Henrique, gerente da equipe técnica e de monitoramento do fenômeno, para uma atualização dos estudos sobre a situação da região e esclarecimento de dúvidas dos presentes.

Além de um breve material com atualizações sobre o Programa de Compensação Financeira e Apoio à Realocação, o representante da Braskem fez esclarecimentos sobre as ações do Plano de Fechamento das frentes de lavra e status atual dos trabalhos, as empresas especialistas envolvidas nos estudos, recomendações e medidas em execução e sistema de monitoramento do subsolo na região do fenômeno geológico ocorrido em 2018. Galileu também comentou sobre o microssismo verificado no último dia 5 de novembro e medidas adotadas.

Segundo a presidente do Crea-AL, eng. civil Rosa Tenório, a ideia da reunião foi trazer essas informações para os conselheiros titulares e suplentes, num evento interno. “Na reunião, também contamos com profissionais da Geologia e Engenharia de Minas que são os mais capacitados para o debate. Hoje saímos daqui com sentimento de dever cumprido, de ter realizado este encontro e trazido essas contribuições para sociedade alagoana”, disse.

O evento também contou com a presença do Conselheiro Federal do Confea, eng. de minas Renan Azevedo, que esteve engajado no Grupo de Trabalho (GT) de Abalos Sísmicos e ajudou na conclusão do relatório encomendado pelo Confea em dezembro do ano passado.

De acordo com ele, é de suma importância a presença das instituições no anseio para que a Engenharia atue ativamente nessa discussão pública, o que tem sido feito com sucesso. “Parabéns ao Crea-AL, aos conselheiros que estão aqui debatendo e participando, mostrando sua preocupação e cuidando tanto da atividade da Engenharia, quanto da população. Também é importante parabenizar a Braskem pela presença, pelos esclarecimentos, e que ao fim de toda essa problemática, essas entidades possam estar inseridas nessa trajetória como contribuintes da sociedade”, destacou Renan.

Representando a Braskem, o diretor de Relações Institucionais, Milton Pradines, ressaltou com positividade o caráter agregador do encontro. “Foi uma manhã bastante rica e produtiva de trabalho, numa clara demonstração de como o Crea-AL tem tido um papel muito importante desde o início, trazendo essas questões para a discussão técnica. Foi importantíssimo fazer um balanço dos avanços dos estudos, dos preenchimentos de poços, das ações de monitoramento, e também fazer um debate com os técnicos sobre essas questões”, concluiu.

Além dos já citados acima, também compareceram ao evento o diretor Administrativo do Crea-AL, eng. civil Digerson Vieira Rocha, e os conselheiros eng. civil Ana Maria de Lima Nascimento, eng. civil Neylton de Lima Barros e eng. mecânico Thales de Oliveira Cabral Melo.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados