Bom Dia!, Domingo - 19 de Maio de 2019

 

Escotismo contribui para desenvolvimento infantojuvenil

Assessoria / 8:47 - 23/04/2019


Cerca de 30 crianças e jovens do Centro de Referência da Assistência Social (Cras) Dom Adelmo Machado, equipamento da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), fazem parte do Grupo de Escoteiros Florestais de Maceió. O projeto, criado há 20 anos pelo coronel da Polícia Militar de Alagoas, Luiz Fidélis, tem como objetivo desenvolver questões relativas ao civismo, respeito e proteção ao meio ambiente.

No Dia Mundial do Escoteiro, festejado nesta terça-feira (23), a coordenadora do Cras, Djane Machado, reiterou a importância do grupo para o desenvolvimento dos jovens do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos do Centro (SCFV) e destacou o projeto como uma ferramenta fundamental para a redução das desigualdades sociais.

“O programa é importante por promover a cidadania, o sentimento de liberdade e de pertencimento dos jovens, a cultura de Paz e a prática de cuidados do meio ambiente e de vida saudável. Ele estimula a integração e o desenvolvimento das crianças e dos jovens do Cras, além de ser uma ferramenta para a redução das desigualdades sociais”, explicou Djane.

Em comemoração à data, no último sábado (20) o grupo participou de uma atividade no município de Messias. A ação contou com caminhadas, momentos em barracas, atividades de acantonamento, rapel, palestras sobre gravidez na adolescência, atividade de resistência e jogos.

O vice-prefeito e secretário de Assistência Social de Maceió, Marcelo Palmeira, destacou a importância das ações da Semas de redução das desigualdades sociais. “Ações como essa ajudam no desenvolvimento dessas crianças e jovens, principalmente no senso de responsabilidade que o grupo de escoteiro ensina a eles. É uma forma dinâmica de reduzir a desigualdade, dando conhecimento prático e ensinando também sobre cidadania”, disse.

Nesta terça (23), o Cras promoverá uma roda de conversa com os participantes e com a sociedade, para falar sobre o projeto e sensibilizar a participação de mais alunos. “Para nós é importante a participação dos jovens, primeiro para tirá-los do ócio, segundo para ensiná-los a ver o mundo de uma maneira diferente. Hoje, todas as crianças e jovens inscritos no projeto são acompanhados pela Educadora Social do Serviço de Convivência e por uma Assistente social do Cras”, destacou a coordenadora do Centro.

Para participar do grupo de Escoteiros Florestais basta se dirigir ao Cras Dom Adelmo Machado, que fica localizado na Rua João Ulisses Marques, número 112, Prado, atrás do Parque da Pecuária. As reuniões ocorrem aos sábados, das 9h às 11h, mas as inscrições podem ser feitas a qualquer dia da semana. O telefone do Centro é o (82) 3315-1586.


Comentar usando