Escola estadual promove parceria com rádio para levar conteúdo educativo para população de Teotônio

Por meio do projeto Rádio Escola, estudantes e professores da Escola Estadual Pedro Joaquim de Jesus também produzem conteúdo próprio para podcasts e redes sociais

Escola estadual promove parceria com rádio para levar conteúdo educativo para população de Teotônio

Por meio do projeto Rádio Escola, estudantes e professores da Escola Estadual Pedro Joaquim de Jesus também produzem conteúdo próprio para podcasts e redes sociais

Por Beatriz Rodrigues - Estagiária sob supervisão | Edição do dia 17 de junho de 2021
Categoria: Educação | Tags: ,,


Foto: Reprodução

Em um contexto onde a educação pública precisou inovar e se reinventar, as escolas da rede estadual de Alagoas têm buscado diversas formas de fortalecer o vínculo com seus estudantes. Uma delas é a Escola Estadual Pedro Joaquim de Jesus, de Teotônio Vilela, que, para entrar em contato com seus alunos, escolheu um dos mais antigos meios de comunicação conhecidos: o rádio.

Por meio do projeto “Rádio Escola”, a unidade visa alcançar os seus quase 1500 alunos e a própria comunidade nos arredores de Teotônio Vilela. Além de produzir conteúdo próprio em um mini estúdio montado na instituição de ensino, a escola fechou parceria com a rádio Menestrel FM, a qual cedeu espaço para os estudantes apresentarem um programa todas as quartas-feiras.

“O projeto deu mais vida à nossa escola. Percebemos que os alunos  gostam de participar e dão o seu melhor na hora de produzir seus conteúdos. Também utilizamos a rádio como um laboratório de podcast, onde produzimos conteúdos que auxiliam os alunos nesse momento de aula online. Divulgamos os conteúdos que aqui produzimos na programação da rádio, nas redes sociais e nos grupos do whatsapp”, conta Fátima Pimentel, diretora-geral da Escola Estadual Pedro Joaquim de Jesus.

Foto: Reprodução

Fátima diz que o conteúdo produzido pelos alunos chega não só a comunidade escolar, mas ultrapassa os limites territoriais do município. “Graças à parceria com a Menestrel FM, conseguimos um horário todas as quartas-feiras para o nosso programa ‘Conexão Z’, que atinge não só a nossa cidade, como as cidades vizinhas.”, explica.

O programa é um bate papo onde alunos do Grêmio Estudantil discutem atualidades e fazem suas observações sobre estes assuntos, inclusive se aprofundando em temas que podem cair no Enem. As transmissões acontecem sempre às 20h desde o início do mês.

Inclusão – Uma das ações internas da “Rádio Escola” é o projeto “Voz do Povo”, onde alunos e professores podem ouvir a comunidade.

Esse olhar voltado para a comunidade fez toda a diferença na nova forma de estudar e de lidar com a informação. Pensando nessa necessidade de fortalecer a aproximação entre escola e comunidade neste período de pandemia, o projeto “Rádio na Escola” conta com podcast, programas de entrevista e até mesmo aulas para quem quiser ouvir.

Foto: Reprodução

Para o projeto seguir firme, é preciso envolver muitas pessoas e uma delas é o professor de libras Rodrigo Alves. “A ideia da rádio é alcançar e aproximar os alunos durante o intervalo das aulas e, principalmente, em momentos em que o estudante está em casa e precisa de um apoio”, afirma Rodrigo.

Valorização de talentos 

A rádio é utilizada na escola desde 2019, e, ao longo do tempo, ganhou popularidade entre os alunos que a utilizam para cantar, fazer apresentações e também produzir conteúdos motivacionais para que seus colegas se mantenham firmes e sigam seus objetivos.

Os alunos do grêmio estudantil também participam de treinamentos na rádio com radialistas e jornalistas. Uma dessas estudantes é Juliana dos Anjos, diretora de Imprensa do grêmio e aluna da 2ª série do ensino médio da Pedro Joaquim.

“Nesses treinamentos, aprendemos muita coisa, como por exemplo, manuseio do equipamento, do computador e da mesa que transmite o som, além de organizar as trilhas e as vinhetas que serão usadas durante a programação. Está sendo uma experiência incrível”, conta a garota, que também faz participação especial cantando na rádio.

Ela diz que a iniciativa também oportuniza a valorização dos talentos locais. “Moro aqui há pouco tempo e já me sinto acolhida. Acredito que todos que fazem a rádio têm esse objetivo: tentar chegar perto dos ouvintes, mesmo que distante.” finaliza Juliana.

Em Penedo

A Pedro Joaquim não é a primeira unidade da rede estadual a utilizar o rádio para alcançar o maior número possível de alunos, inclusive os que vivem em regiões de difícil acesso. Em 2020, a Escola Estadual Comendador José da Silva Peixoto, em Penedo, fez parceria com a Rádio Penedo FM, onde, por meio do programa “A Voz do Comendador”, levou informes à comunidade escolar, promoveu esclarecimento de dúvidas para estudantes que participavam dos laboratórios de aprendizagem e dos que fariam o Enem. A iniciativa, que contou com a participação de professores, grêmio estudantil e equipe diretiva, ainda realizou ações de busca ativa.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados