Equatorial Alagoas apoia Semana Nacional de Trânsito e faz alerta para acidentes envolvendo postes de rede elétrica

De janeiro a agosto deste ano de 2021, distribuidora já registrou 360 ocorrências em todo o estado

Equatorial Alagoas apoia Semana Nacional de Trânsito e faz alerta para acidentes envolvendo postes de rede elétrica

De janeiro a agosto deste ano de 2021, distribuidora já registrou 360 ocorrências em todo o estado

Por Assessoria | Edição do dia 24 de setembro de 2021
Categoria: Alagoas | Tags: ,,


Contribuir com a valorização da vida e garantir a qualidade e segurança do fornecimento de energia aos seus clientes, são principais objetivos da Equatorial Alagoas. E em alusão a Semana Nacional de Trânsito, que acontece de 18 a 25 deste mês, a empresa chama atenção da sociedade alagoana para quantidade de acidentes envolvendo postes da rede elétrica, bem como as principais consequências oriundas dessas ocorrências.

Foto: Assessoria

De acordo com um balanço realizado pela distribuidora, no ano de 2020 foram registradas 425 ocorrências de acidentes, em todo o estado, provocadas por condutores de veículos automotivos, que colidiram contra postes da empresa. Já de janeiro a agosto deste ano de 2021, já foram registrados 360acidentes com postes.

Foto: Assessoria

Em quase todos os casos, uma das principais consequências é a falta de energia elétrica no local do acidente, e a depender da gravidade da colisão, pode afetar também o abastecimento de bairros inteiros até que seja finalizado o serviço de reparo dos componentes ou a troca do poste que pode levar, em média, de três a quatro horas, a depender da situação. O executivo de segurança do trabalho da distribuidora, Bruno Pimentel, destaca os principais prejuízos dos acidentes envolvendo veículos e postes.

“As consequências por esse tipo de acidente são grandes, não só para as pessoas que moram na área do acidente, como em locais onde tem imóveis que prestam serviços essenciais, como postos de saúde, hospitais, farmácias, delegacias, clínicas, lotéricas. Além disso, o recurso utilizado para repor a estrutura e os componentes danificados, poderia ser utilizado para ampliar as ações de melhoria da qualidade de energia fornecida aos alagoanos”, explica.

Foto: Assessoria

Em média, a substituição de um poste custa R$ 3 mil, mas pode chegar a R$ 44 mil. O custo varia de acordo com as condições da estrutura atingida: qual o tipo de poste, o que está instalado nele e qual a carga (energia) interrompida na área afetada. Quando é possível realizar a identificação do condutor ou do proprietário do veículo, ele é responsabilizado para arcar com os danos causados ao patrimônio da concessionária.

Segundo os órgãos fiscalizadores que integram o Sistema Nacional de Trânsito, estes acidentes geralmente ocorrem durante a madrugada ou finais de semana e as principais causas e fatores dominantes que contribuem para esse tipo de incidente são diversos e boa parte são provenientes da falha humana como por exemplo: distração, excesso de velocidade, sonolência/cansaço e a mistura de álcool de direção.

Conscientização

No próximo dia 30/09, durante as ações da Equatorial Alagoas na semana de Prevenção de Acidentes do Trabalho (Sipat), a distribuidora irá promover a palestra “Atenção no trânsito”, que será ministrada pela instrutora de trânsito e representante da Superintendência Municipal de Trânsito (SMTT) de Maceió, Aldinete Dantas, voltada para os funcionários e colaboradores da empresa, que por sua vez, serão agentes multiplicadores após receberam o conhecimento adquirido e repassados para amigos e familiares.

A Equatorial Energia Alagoas reforça aos clientes, que é fundamental que todas as ocorrências envolvendo a rede elétrica sejam registradas imediatamente na Central de Atendimento da empresa através do telefone 0800 082 0196 para que uma equipe técnica possa ir até o local para realizar os serviços necessários de recomposição da estrutura e restabelecer o fornecimento de energia.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados