Entre o drama e os gols: em dois meses, Maycon deixa a guerra e se fixa no Corinthians

Meia foi um dos atletas refugiados do conflito entre Rússia e Ucrânia, e na última terça-feira (26) marcou dois gols em um jogo pela primeira vez na carreira

Entre o drama e os gols: em dois meses, Maycon deixa a guerra e se fixa no Corinthians

Meia foi um dos atletas refugiados do conflito entre Rússia e Ucrânia, e na última terça-feira (26) marcou dois gols em um jogo pela primeira vez na carreira

Por Lance! | Edição do dia 28 de abril de 2022
Categoria: Esportes | Tags: ,,


No dia 1º de março, o volante Maycon voltava ao Brasil refugiado da guerra entre Rússia e Ucrânia, quando vivia um dos seus melhores momentos no time ucraniano do Shakhtar Donetsk. De volta ao Brasil, a solução foi literalmente retornar para a casa e vestir novamente a camisa do Corinthians, clube que o revelou.

Foto: Jales Valquer/Fotoarena/Lancepress!

Emprestado até o fim da temporada, o meio-campista tem, pouco a pouco, se fixado como peça muito importante no esquema de jogo do técnico Vítor Pereira, pois possui vitalidade física, algo que está em falta com um elenco de peças mais experientes do meio-campo para frente, sem diminuir a qualidade técnica do time.

Além da parte física, a versatilidade também ajuda o atleta se fixar como fundamental para a ideia de jogo de VP. Maycon surgiu como segundo volante no Timão, mas na Ucrânia também desenvolveu o papel de primeiro homem de meio-campo, o que ajudaria muito o time neste momento,

Com jogadores técnicos na parte central, como Renato Augusto, Paulinho e Giulaino, o Corinthians carecia de um atleta para transitar entre as duas faixas do meio, com boa capacidade de marcação e passe, rompendo espaços e chegando por trás para finalizar, algo que foi feito com perfeição por Maycon com o Boca, e foi muito potencializado pelo jogador nos seus anos na Europa.

Quando chegou, imaginava-se que o camisa 5 chegaria para tomar a posição do garoto Du Queiroz, que era questionado em algumas partidas, até pela oscilação, que pode ser explicada pela falta de experiência. Mas cada vez mais, o Timão tem mostrando indícios que, em meio ao seu revezamento de atletas, por conta da alta carga de partidas, o plano tático será definido em uma alternância entre o 4-1-4-1 com a bola e o 4-2-3-1 sem.

Com isso, um atleta que faça o papel de Maycon, com boa composição defensiva e ofensiva tem tudo para potencializar muito o time.

Na última terça-feira (26), Maycon foi o autor dos dois gols corintianos na vitória por 2 a 0 sobre o Boca Juniors, da Argentina, pela terceira rodada do grupo E da Copa Libertadores. A partida era a mais importante do ano, até o então, para o Timão, já que, caso perdesse, ou até mesmo empatasse, teria que buscar os resultados para classificação às oitavas de final jogando fora de casa contra os colombianos do Deportivo Cali e o próprio Boca.

Foi a primeira vez que o camisa 5 do Corinthians marcou dois gols no mesmo jogo em sua carreira profissional, que começou em 2017, jogando pelo clube do Parque São Jorge.

A última vez que Maycon havia ido às redes estava prestes a completar um ano. Foi no dia 6 de maio de 2021, pela penúltima rodada do campeonato ucraniano, na goleada por 4 a 0 do Shakhtar sobre o Mynai, fora de casa.

Com a camisa corintiana, o volante não balançava as redes há quase quatro anos, sendo a mais recente no dia 10 de maio de 2018, pela volta das oitavas de final da Copa do Brasil, na vitória por 3 a 1 do Timão sobre o Vitória.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados